Capela Sistina ganha chaminé e banheiro químico

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Últimos detalhes para o início do conclave, marcado para o dia 12, são instalados no local onde 115 cardeais começarão a decidir o nome do novo papa

BBC

À espera do conclave, a Capela Sistina, obra prima do Renascimento italiano, está sendo transformada. A tradicional chaminé que anuncia o "habemus papam" foi instalada neste sábado. Mas a intervenção mais peculiar foi a colocação de um banheiro químico para atender os 115 cardeais que irão escolher o futuro papa.

115 membros: Todos os cardeais necessários para conclave chegam ao Vaticano

AP
Chaminé é montada no alto da capela sistina, neste sábado

A instalação do banheiro foi confirmada pelo diretor do Museu do Vaticano, Antonio Paulucci. O sanitário mais próximo do local fica no andar abaixo. Em tempos de Vatileaks (vazamento de documentos e informações sigilosas), todo o cuidado é pouco para evitar o vazamento de informações no coração da Igreja Católica.

O fogareiro onde se queimarão os votos dos cardeais é parte da tradição do conclave e já havia sido instalado nesta semana.

AP
Bombeiro no alto do telhado da capela sistina para a colocação da chaminé

Neste sábado, o aparato será finalizado com a chaminé, que soltará fumaça negra, a cada votação sem resultado, ou fumaça branca, quando o papa for escolhido.

A capela, cujo teto e paredes abrigam algumas das obras mais conhecidas de Michelangelo, Boticcelli e Pietro Perugino, foi fechada à visitação na última semana. O local recebe cerca de 5 milhões de turistas por ano. A partir de terça-feira, no entanto, contemplar os afrescos será exclusividade dos eleitores do novo papa.

Quando os cardeais voltarem suas cabeças para o céu, poderão ver O Juízo Final, uma obras mais conhecidas de Michelangelo.

Desafios: Disputas, rivalidades e traições do Vaticano aguardam próximo papa

Sem celular
A Santa Sé também fez questão de assegurar que nenhum cardeal quebrará o rito de silêncio durante o conclave. Ao menos, não por celular. Um bloqueador de sinal telefônico e internet foi instalado na Capela Sistina.

O cuidado extra complicou a vida dos jornalistas que ficam em um dos centros de imprensa próximo à capela. Internet, apenas via cabo.

Dia 28: Pontificado de Bento 16 chega ao fim com retirada da Guarda Suíça
Análise: Papa de 'transição', Bento 16 enfatizou resgate da tradição católica

Detector de metais
Os cardeais também terão de passar por um detector de metais antes de entrar para a Capela Sistina. O Vaticano negou na coletiva de imprensa, no entanto, que eles serão revistados.

Ao entrar na capela só poderão portar o livro de preces, que já começou a ser distribuido aos cardeais. O livro Ordo Rituum Conclavis tem 343 páginas de orações em latim, com tradução para o italiano. Um dos primeiros parágrafos diz que o conclave deve transcorrer com "ações liturgicas e constante oração".

Leia tudo sobre: conclaverenúncia do papavaticanoigreja católica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas