'Morreu um grande latino-americano', diz Dilma sobre Hugo Chávez

Presidente lamentou ‘a perda irreparável' de 'uma grande liderança' e disse que o presidente da Venezuela era um ‘amigo do Brasil’. Governo declara luto oficial de três dias

Foto: Reuters
Presidente Dilma Rousseff pede um minuto de silêncio pela morte do presidente Venezuelano, Hugo Chávez

A presidente Dilma Rousseff lamentou nesta terça-feira (5) a morte do líder da Venezuela , Hugo Chávez . “Hoje, lamentavelmente, infelizmente, eu digo para vocês que morreu um grande latino-americano, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez Frias. Essa morte deve encher de tristeza todos os latino-americanos”, afirmou Dilma durante o Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, do qual participava em Brasília. Dilma pediu um minuto de silêncio.

A presidenta declarou três dias de luto oficial no Brasil em respeito à morte de Chávez, informou o Diário Oficial da União nesta quarta-feira (6).

Dilma cancelou a viagem à Argentina, programada para esta semana, para ir ao velório de Chávez.

Leia mais: Morre aos 58 anos Hugo Chávez, presidente da Venezuela

Galeria de fotos:  Veja trajetória de Hugo Chávez em imagens

Chávez morreu nesta terça-feira às 16h25, hora local , (17h55 em Brasília) aos 58 anos, vítima de câncer. Chávez havia voltado a Caracas no dia 18 , após ter sido submetido em Cuba em 11 de dezembro a uma quarta cirurgia relativa a um câncer não especificado na região pélvica, que havia sido diagnosticado em junho de 2011 .

Especial do iG em 2012:

Característica: 'Missões' imprimem caráter assistencial a governo Chávez

Prejuízo: Política econômica chavista mina produção e afasta investimentos

Vantagens: Programas sociais e oposição fraca garantiram popularidade de Chávez

Dilma lembrou que, em muitas ocasiões, o governo brasileiro discordou do líder venezuelano, mas ressaltou que reconhece em Chávez uma “grande liderança” e chamou sua morte de “uma perda irreparável”.

Análise: Morte de Chávez pode alterar balanço político na América Latina

“O presidente Chávez foi sem dúvida uma liderança comprometida com o seu país e com o desenvolvimento dos povos da América Latina. Em muitas ocasiões, o governo brasileiro não concordou integralmente com o presidente Hugo Chávez. Porém hoje reconhecemos nele uma grande liderança, uma perda irreparável e, sobretudo, um amigo do Brasil, um amigo do povo brasileiro”, afirmou Dilma emocionada.

A presidente disse ainda que Chávez, por quem tinha “muito carinho”, deixará “um vazio no coração, na história e nas lutas da América Latina”. “Além da liderança expressiva, o presidente Chávez foi um homem generoso com todos aqueles que nesse continente precisaram dele”, terminou Dilma antes de pedir o minuto de silêncio.

Com Reuters

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2013-03-05/morreu-um-grande-latino-americano-diz-dilma-sobre-morte-de-hugo-chavez.html