Queda de balão no Egito mata 19 turistas

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Balão sobrevoava cidade de Luxor quando pegou fogo e caiu de uma altura de 300 metros; franceses e japoneses estão entre os mortos

Um balão lotado de turistas que sobrevoava a cidade de Luxor, no Egito, pegou fogo nesta terça-feira (26) e caiu em uma plantação de cana-de-açúcar, matando ao menos 19 estrangeiros, informou uma autoridade da segurança. 

Esse foi um dos piores acidentes envolvendo turistas no Egito e pode prejudicar ainda mais a indústria. 

Leia também: Balão com turistas cai na Eslovênia e quatro morrem

Reuters
Policiais e equipes de resgate vistoriam os destroços de um balão que caiu em Luxor, no Egito

Reino Unido: Balão com 3 ocupantes fica preso por 5 horas em torre de alta tensão

Saiba mais: Acidente com balão deixa 11 mortos na Nova Zelândia

Entre os mortos estão franceses, britânicos, belgas, húngaros, japoneses e nove turistas de Hong Kong, informou o governador de Luxor Ezzat Saad. Três sobreviventes do acidentes - dois turistas e um egípcio - foram levadas a um hospital local.

Segundo uma fonte da segurança egípcia, o balão levava cerca de 20 turistas quando pegou fogo, o que provocou a explosão de seu butijão de gás, caindo de uma altura de 300 metros.

O balão caiu em uma plantação de cana-de-açúcar nos arredores do vilarejo al-Dhabaa, a oeste de Luxor, a 510 km de Cairo. Contagens iniciais afirmaram que 19 turistas morreram no acidente, número que depois foi corrigido para 18.

O ministro da aviação civil do Egito, Wael el-Maadawi, foi para Luxor para comandar as investigações do acidente. O chefe 

Vítimas

O chefe do Japan Travel Bureau (JTB) do Egito, Atsuhi Imaeda, confirmou que quatro japoneses morreram na queda do balão. Ele disse que dois deles eram um casal de aproximadamente 60 anos de Tóquio. Detalhes das identidades das outras duas vítimas não foram divulgados.

Acidente: Casamento em balão quase acaba em tragédia nos EUA

Em Hong Kong, uma agência de viagens disse que nove turistas que estavam à bordo do balão eram da cidade semiautônoma da China. Há uma "chance muito grande de que os nove tenham morrido", disse Raymond Ng, porta-voz da agência. Os nove, segundo ele, incluíam cinco mulheres e quatro homens de três famílias. Eles viajavam com seis outros residentes de Hong Kong em uma viagem de 10 dias pelo Egito.

Ng disse que nove turistas viram do chão o balão pegando fogo, por volta das 7h (2h em Brasília) e caindo dois minutos depois.

Em Paris, uma fonte diplomática disse que franceses estavam entre os envolvidos no acidente, mas não deu detalhes de quantos, ou se turistas da França estavam entre os mortos. Em condição de anonimato, a fonte disse que autoridades de seu país estavam trabalhando com seus colegas do Egito para esclarecer o acidente. De acordo com jornais locais, dois franceses estavam entre os mortos.

Leia mais: Parte da paisagem do Afeganistão, balões espiões causam desconforto

Passeios de balão, usualmente sobre o Karnak e os templos de Luxor, são populares entre os turistas que visitam a região. 

Em 2009, outro acidente aconteceu no mesmo local. Na ocasião, 16 turistas ficaram feridos quando seu balão atingiu uma torre de transmissão de celular. Um ano antes, sete turistas se feriram em um acidente similar. 

A indústria de turismo egípcia sofreu uma queda brusca desde a revolta de 18 dias em 2011 contra o governo autocrata de Hosni Mubarak, e os tumultos que se seguiram desde então.

Com AP

Leia tudo sobre: egitobalãobalõesacidenteturismoluxor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas