Irã anuncia descoberta de urânio antes de diálogo sobre programa nuclear

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Teerã também afirma ter identificado locais para instalar 16 novas usinas nucleares; EUA e aliados devem oferecer relaxamento nas sanções durante encontro na terça-feira

Reuters

O Irã afirmou neste sábado que encontrou novas fontes de urânio bruto para abastecer seu programa nuclear e identificou locais para instalar 16 novas usinas nucleares, poucos dias antes do início de uma rodada de diálogo com as potências ocidentais sobre seu programa atômico.

AIEA: Irã instala centrífugas avançadas para acelerar atividade nuclear

AP
Principal instalação de enriquecimento de urânio do Irã é a de Natanz (foto de arquivo)

Dia 14: Irã e ONU falham em nova tentativa de acordo sobre programa nuclear

O relatório da Organização de Energia Atômica do Irã citado pela agência de notícias estatal Irna apontou que os depósitos foram descobertos em "áreas costeiras do sul" e que o urânio encontrado neles triplica o montante calculado em projeções anteriores.

Não havia nenhuma informação independente disponível para confirmar a informação, mas especialistas ocidentais haviam dito no passado acreditar que o Irã estava perto de esgotar seus estoques de urânio bruto.

Fontes diplomáticas disseram que os EUA e seus aliados - grupo chamado P5+1 - oferecerão um relaxamento nas sanções contra o Irã durante as conversações no Casaquistão na terça-feira, se eles concordarem em limitar sua produção de urânio enriquecido.

Khamenei: Líder supremo do Irã rejeita negociações diretas com EUA

Desafio: Irã planeja acelerar enriquecimento de urânio em Natanz

O Ocidente acredita que essa produção demonstra as intenções do Irã de desenvolver armas nucleares, alegação que Teerã nega.

As reservas de urânio bruto no Irã eram de cerca de 4,4 mil toneladas, tendo em conta os resultados dos últimos 18 meses, segundo o relatório citado pela Irna.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas