Corpo encontrado carbonizado em cabana isolada no sul da Califórnia era mesmo de Cristopher Dorner, protagonista de uma das maiores caçadas humanas já registradas

Foto de Cristopher Jordan Dorner, suspeito de ter matado três por vingança, é divulgada pelo Departamento de Polícia de Los Angeles
Reuters
Foto de Cristopher Jordan Dorner, suspeito de ter matado três por vingança, é divulgada pelo Departamento de Polícia de Los Angeles

Reuters

Legistas confirmaram que o corpo carbonizado encontrado nesta semana em uma cabana isolada no sul da Califórnia é o do ex-policial Christopher Dorner, que se tornou o protagonista da maior caçada humana já registrada nessa região depois de deixar quatro mortos.

Leia também: Polícia acha corpo onde estava suspeito de matar policiais nos EUA

Os restos irreconhecíveis foram removidos da cabana incendiada onde Dorner, de 33 anos, se refugiou na terça-feira, em meio a um tiroteio com policiais.

Os legistas usaram registros da arcada dentária para determinar a identidade do cadáver, segundo autoridades do condado de San Bernardino.

Entenda: Polícia da Califórnia busca homem que matou três por vingança

Dorner, que havia sido demitido da polícia em 2008, era acusado de matar quatro pessoas desde 3 de fevereiro, inclusive um sub-xerife envolvido na operação de terça. "A investigação continua", disse o tenente Andy Neiman, porta-voz da polícia de Los Angeles. "Precisamos investigar todos os fatos desses homicídios para garantir que ele agiu sozinho", afirmou o policial, ressalvando que até agora, aparentemente, não há cúmplices nas mortes.

Um inflamado manifesto postado na semana passada na página de Dorner no Facebook dizia que ele havia sido injustamente exonerado da polícia de Los Angeles, e que buscaria vingança ao travar uma "guerra não-convencional e assimétrica" contra agentes policiais e suas famílias.

Dorner estava foragido desde quarta-feira da semana passada, quando foi apontado como principal suspeito pela morte de um casal em Irvine, ao sul de Los Angeles. A mulher morta nesse caso era filha de um capitão aposentado da polícia de Los Angeles.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.