Papa Bento 16 indica que ficará 'escondido do mundo' após renúncia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Pontífice deu declarações durante encontro com padres romanos; Vaticano confirma que papa bateu a cabeça durante viagem ao México, mas nega relação do acidente com renúncia

O papa Bento 16 indicou nesta quinta-feira (14) que pode ficar em isolamento e distante dos olhos do público após deixar o papado no fim do mês. "Mesmo me retirando para rezar, estarei sempre perto de todos vocês e tenho certeza que vocês estarão perto de mim, mesmo se eu permanecer escondido do mundo", disse ele em durante uma reunião com padres em Roma.

O pontífice de 85 anos surpreendeu a Igreja Católica e o mundo na segunda-feira (11) ao anunciar sua renúncia, a primeira de um papa em cerca de seis séculos. Ele, que se tornou papa em 2005, deu como justificativa para sua decisão a idade avançada e a falta de vigor físico.

Quarta-feira de cinzas: Bento 16 celebra sua última missa pública como papa

AP
Papa Bento 16 dá sua benção após audiência com clérigos romanos no Vaticano


Escândalos e estagnação: Saiba os desafios que aguardam o novo papa

Aparentemente, o papa planeja sair completamente dos holofotes, entretanto o Vaticano espera que ele passe os próximos anos em um mosteiro na Santa Sé, o que pode tornar sua relação com seu sucessor uma fonte inesgotável de especulações.

É esperado que um novo papa seja eleito por cardeais antes da Páscoa, que esse ano cai no dia 31 de março. O conclave que definirá o sucessor de Bento 16 começará a partir do dia 15 de março.

Gilberto Carvalho: Ministro nega descaso do governo com renúncia de Bento 16

Escolha: Conclave para definir próximo papa começa a partir de 15 de março

O papa Bento 16 deu essas declarações durante uma espécie de despedida de centenas de sacerdotes da Diocese de Roma. Ele fez um apelo ao espírito reformista do Concílio Vaticano II, que ocorreu nos anos 1960.

Esse foi o segundo dia seguido em que Bento 16 envia uma mensagem ao seu sucessor e aos cardeais que participarão da eleição do próximo papa sobre o direcionamento que a Igreja deve tomar após sua renúncia. Enquanto seu discurso de despedida na quarta-feira teve um tom agridoce, Bento 16 foi mais combativo nesta quinta.

Cardeal brasileiro: Para dom Odilo, origem do novo papa é irrelevante no conclave

O papa era um jovem especialista em teologia na ocasião das reuniões do Concílio Vaticano II (1962 - 1965), que levaram a Igreja Católica ao mundo moderno, com a confecção de documentos importantes sobre as relações inter-religiosas da igreja e seu lugar no mundo.

Bento 16 passou boa parte de seus oito anos no papado tentanto corrigir o que considerava uma interpretação errônea do Concílio, insistindo que não significava uma quebra revolucionária com o passado, como os católicos mais liberais pintaram, mas uma renovação e um despertar das melhores tradições da Igreja.

Entenda: Papa Bento 16 anuncia renúncia ao cargo

Infográfico: Conheça a história do papa Bento 16

Ele culpou as reportagens da mídia, dominantes e "acessíveis a todos", por esses erros de interpretação, que acabaram por alimentar ideias erradas na população sobre o Concílio. Com o passar dos anos, isso, segundo o papa, provocou "tantas calamidades, tantos problemas, tantas misérias: seminários fecharam, conventos fecharam, a liturgia foi banalizada".

"Nosso trabalho nesse 'Ano da Fé' é trabalhar para que o verdadeiro concílio, com a força do Espírito Santo, seja verdadeiramente realizada e que a igreja seja realmente renovada", afirmou.

Acidente

O Vaticano confirmou nesta quinta que Bento 16 bateu sua cabeça durante uma viagem ao México em março de 2012, mas negou que o acidente tenha qualquer "relevância" em sua renúncia.

Coração: Papa Bento 16 tem marca-passo 'há algum tempo', diz Vaticano

Essa foi a mais recente revelação sobre o estado de saúde do papa desde o anúncio de sua abdicação e levanta suspeitas sobre as condições de saúde do pontífice. Na terça-feira, o Vaticano disse pela primeira vez que Bento 16 possui um marca-passo.

O jornal italiano La Stampa afirmou em uma reportagem publicada nesta quinta-feira que o acidente no México provocou sangramento e fez com que Bento 16 se levantasse no meio da noite. Segundo a reportagem, havia sangue na cabeça e nos lençóis.

Galeria de fotos: Relembre a trajetória de Bento 16

Brasil: Arcebispos dizem que Bento 16 deu exemplo de coragem com renúncia

Dom Damasceno: 'Bento 16 não emitirá opinião sobre sucessor'

O porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, confirmou o incidente, mas disse que "não foi relevante na viagem e não afetou sua agenda ou sua decisão (de renunciar)".

O jornal do Vaticano L'Osservatore Romano afirmou no início da semana que a decisão de renunciar foi tomada por Bento 16 logo após sua ida ao México e Cuba, considerada exaustiva pelo pontífice.

Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: renúncia do papapapabento 16vaticanoigreja católicaconclave

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas