Polícia acha corpo onde estava suspeito de matar policiais nos EUA

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Christopher Dorner estava sendo procurado pela morte de ex-colegas que ele culpava por sua demissão em 2008. Identidade do corpo ainda não foi confirmada pela perícia

BBC

Reuters
Foto de Cristopher Dorner, suspeito de ter matado três por vingança, é divulgada em Los Angeles

A polícia de Los Angeles disse ter encontrado um corpo em uma cabana carbonizada a cerca de 130 quilômetros de Los Angeles, na qual supostamente se escondia o ex-policial acusado de matar três pessoas motivado por vingança.

O ex-policial Christopher Dorner estava sendo procurado pela morte de três ex-colegas que ele acusava de serem responsáveis pela sua demissão da corporação em 2008. Segundo a polícia, Dorner se escondeu na cabana e trocou tiros com os homens que o estavam buscando, matando um policial e ferindo outro.

Entenda: Polícia da Califórnia busca homem que matou três por vingança

Ex-policial que matou por vingança volta a ser procurado em montanhas nos EUA

Depois os policiais ouviram um tiro dentro da cabana, que começou a pegar fogo. As imagens foram captadas por TVs americanas e distribuídas para o resto do mundo. A identidade do corpo encontrado dentro da cabana será confirmada por testes forenses.

Ex-reservista da Marinha, Dorner estava sendo procurado havia seis dias. As autoridades de Los Angeles haviam posto uma recompensa de U$ 1 milhão por informações que pudessem levar ao suspeito. O incidente ocorreu nas proximidades do resort de ski de Big Bear Lake, a cerca de 130 quilômetros da maior cidade da Califórnia, em uma área onde a picape do ex-policial foi encontrada na semana passada.

Cerca de 50 famílias, parentes de ex-colegas dos quais Dorner havia prometido se vingar, haviam sido postas sob proteção policial. Em um manifesto na internet, o ex-militar acusou a polícia de Los Angeles de racismo.

Leia tudo sobre: califórniavingançadornerpolicialeua

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas