Saiba como o novo papa será escolhido

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Entenda o processo de escolha do líder máximo da Igreja Católica, após a renúncia do alemão Bento 16

Getty Images
Bento 16 em abril de 2005, quando foi eleito Papa

A renúncia do papa Bento 16, anunciada em 11 de fevereiro, coloca em andamento um complexo processo para a escolha do novo líder da Igreja Católica.

As regras para a sucessão serão as mesmas adotadas no caso da morte de um pontífice, como aconteceu com João Paulo 2º.

Veja as etapas do processo de seleção do novo papa:

1 - O Vaticano convoca o conclave, reunião de cardeais que escolhe o novo papa. No total, existem 209 cardeais. Desses, 117 têm menos de 80 anos e, por essa razão, conquistam o direito de votar e serem votados. Com a renúncia do cardeal O'Brien e a impossibilidade de Dom Julius Darmaatmadja ir a Roma por motivos de saúde, o conclave contará com 115 cardeais eleitores. O número máximo de cardeais votantes no conclave é 120.

Pelas regra canônica anterior, o conclave deveria começar com um mínimo de 15 dias após a morte ou renúncia de um papa. Bento 16 alterou a lei por meio de um decreto e ofereceu aos cardeais a possibilidade de antecipação, não sendo mais necessário esperar a quinzena.

2 - Os cardeais aptos a votar ficam isolados no Vaticano e fazem um juramento para que nenhuma informação seja divulgada. Qualquer homem católico batizado pode ser eleito papa, mas desde 1378 só cardeais foram escolhidos.

Leia também: Papa Bento 16 anuncia renúncia ao cargo

Saiba mais: Relembre a trajetória do papa Bento 16

Legado: Papado de Bento 16 foi marcado por escândalos e visitas históricas

3 - A eleição de um papa é considerada um dos eventos mais secretos do mundo. Os cardeais não podem revelar as suas preferências, nem detalhes do que acontece na Capela Sistina. Durante o conclave, fica ainda proibido o acesso a jornal, telefone ou internet. Todo esse sigilo é garantido pelo cardeal carmelengo, uma espécie de administrador do Vaticano.

Os cardeais escrevem cada voto em uma cédula de papel. Não é permitido o voto em si mesmo e, para manter o sigilo, utilizam caligrafia diferente da habital. As cédulas são depositadas em uma urna de bronze. Nove cardeais eleitos assumem as funções administrativas de escrutinadores (contam as cédulas); revisores (recontam as cédulas) e infirmarii (recolhem as cédulas dos ausentes).

4- Duas votações são realizadas pela manhã e à tarde todos os dias, dentro da Capela Sistina. Para ser eleito, um nome deve conseguir uma maioria de dois terços. Essa é uma regra antiga que Bento 16 colocou em prática novamente em 2007. Antes, em 1996, João Paulo 2º determinara que a escolha fosse decidida por maioria simples se a votação seguisse inconclusiva após 30 votações.

5 - Após a revelação dos votos, caso haja indefinação, as cédulas são queimadas e sai fumaça escura da chaminé da Capela Sistina: é o sinal para os fiéis na Praça São Pedro saberem que ainda não foi um escolhido um novo papa. Caso haja definição, as cédulas são queimadas e a fumaça que sairá da chaminé da Capela Sistina terá cor branca. Este é o sinal de que a congregação católica tem enfim um novo líder. Esse processo é feito com produtos químicos

6 - O novo pontífice é apresentado na arcada da Praça São Pedro, com as palavras "Habemus Papam!", latim para "temos um papa!". Em seguida, ele trasmite sua primeira benção.

Papa Bento 16 saúda multidão da janela da residência papal de verão em Castel Gandolfo, Itália (28/02). Foto: APFreira agita seu lenço de uma janela  enquanto o papa Bento 16 faz seu último discurso em Castel Gandolfo, Itália (28/02/2013). Foto: ReutersBento 16 sai de cena após falar com fiéis em Castel Gandolfo, sua última aparição como papa (28/02/2013). Foto: APFreira aguarda aparição de Bento 16 na residência papal de verão em Castel Gandolfo (28/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 cumprimenta fiéis da janela de sua residência em Castel Gandolfo, Itália (28/02/2013). Foto: APHomens sentam-se em calçada em frente à residência papal em Castel Gandolfo, onde Bento 16 faz última aparição como papa (28/02/2013). Foto: APFiéis reagem ao assistir partida de Bento 16 em telão no Vaticano (28/02/2013). Foto: ReutersHelicóptero que leva o papa Bento 16 sobrevoa o Vaticano, em Roma (28/02/2013). Foto: APMulher se emociona ao ver papa Bento 16 em um telão no Vaticano (28/02/2013). Foto: ReutersPapa Bento 16 fala a cardeais durante encontro que marca sua despedida do pontificado (28/02/2013). Foto: APCartaz do papa Bento 16 com a frase: 'Permanecerá conosco para sempre. Obrigado' é visto perto do capitólio em Roma (28/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 faz discurso em encontro com cardeais no Vaticano no dia de sua renúncia (28/02). Foto: Reprodução/Vatican PlayerPapa Bento 16 discursa em encontro com cardeais no Vaticano (28/02/2013). Foto: APFreiras brasileiras aguardam a chegada de Bento 16 (27/02/2013). Foto: ReutersPapa Bento 16 deixou a cadeira de São Pedro após celebrar sua última audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02). Foto: APPúblico acompanha pelo telão última mensagem do papa Bento 16 na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 acena aos peregrinos ao fim de sua audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: AP'Obrigado, pai', diz cartaz de fiel presente na Praça São Pedro, na despedida pública do papa Bento 16 (27/02/2013). Foto: ReutersPapa cumprimenta peregrinos antes de audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: ReutersFreiras e fiel assistem audiência geral de Bento 16 em um telão na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 beija um bebê durante sua audiência geral na Praça São Pedro, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APVista da multidão na Praça São Pedro durante a audiência geral, no Vaticano (27/02/2013). Foto: APPapa Bento 16 faz discurso durante a audiência geral final, na Praça São Pedro, Vaticano (27/02/2013). Foto: APPrelados cercam cadeira do papa após audiência geral no Vaticano (27/02/2013). Foto: AP


Com AP e Agência Brasil

Leia tudo sobre: renúncia do papabento 16papavaticanoconclave

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas