Forte nevasca nos EUA cancela voos e deixa 600 mil casas sem energia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Moradores são orientados a não sair de casa nos Estados do nordeste do país; a tempestade e o frio provocaram quatro mortes em Nova York e no Canadá

Uma forte nevasca que atinge o nordeste dos Estados Unidos neste sábado (9) provocou o cancelamento de mais de 5 mil voos nos aeroportos de Nova York e Boston e deixou sem energia mais de 600 mil casas no País.

Perto de Boston, as previsões estimam até 76 centímetros de neve em algumas áreas, assim como em Nova York, Connecticut e Maine. A tempestade e o frio provocaram quatro mortes em Nova York e no Canadá. Ventos chegaram de 56 a 64 quilômetros por hora até a tarde de sexta-feira e meteorologistas esperavam rajadas ainda maiores durante a noite.

Galeria: Veja imagens da passagem da tempestade Sandy pelos EUA

AP
Nevasca atinge o nordeste dos EUA e provoca quatro mortes em Nova York e Canadá

A tempestade levou os governadores de Massachusetts, Rhode Island, Connecticut, Nova York e Maine a declararem estado de emergência. Moradores fizeram estoques de comida e suprimentos para se preparar para a tempestade e foram orientados a não sair de casa neste sábado.

Saiba mais: Tempestade Sandy causa mortes e queda de energia nos EUA

Europa: Neve atinge Europa e França entra em estado de atenção

O governador de Massachusetts, Deval Patrick, tomou a rara decisão de anunciar a proibição da maior parte de viagens de carro no início da tarde sexta-feira, enquanto o governador de Connecticut, Dannel Malloy, fechou rodovias do estado para todos os veículos, menos os de emergência.

Na noite de sexta-feira, alguns trens que circulam entre Nova York e o condado de Westchester, Long Island e Connecticut já haviam sido suspensos.

Em muitos casos, as autoridades ordenaram que os trabalhadores não essenciais do governo ficassem em casa, solicitando que os empregadores privados fizessem o mesmo, orientando as pessoas para se prepararem para quedas de energia.

"As pessoas precisam levar essa tempestade a sério", disse Malloy, governador de Connecticut. "Por favor, fique em casa, exceto em caso de emergência".

No Brasil, voos foram cancelados na sexta-feira e no sábado: três da companhia American Airlines e cinco da TAM. Segundo a companhia aérea, os voos foram reprogramados.

Mas a tempestade não era uma má notícia para todos. Na cidade de Nova York, o prefeito Michael Bloomberg sugeriu que as pessoas relaxem em casa, cozinhando ou assistindo a um filme. Bloomberg disse que planejava recuperar o atraso em seu sono.

Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: euatempestadenevascanevenova yorkcanadá

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas