Forte terremoto provoca tsunami e destruição nas Ilhas Salomão

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Tremor teve magnitude 8 e deixou ao menos quatro desaparecidos e presumidamente mortos na região; alertas de tsunami emitidos em costas mais distantes já foram cancelados

Um forte terremoto nas Ilhas Salomão provocou um tsunami com ondas de até 1,5 m de altura que atingiu dezenas de casas e deixou ao menos quatro desaparecidos e dados como mortos. Alertas em costas mais distantes foram emitidos e cancelados depois de duas horas.

Infográfico: Entenda como acontecem os terremotos e tsunamis

Ano passado: Terremoto de 6,6 graus atinge Ilhas Salomão

Autoridades locais registraram duas ondas de 1,5 metro na parte oeste da ilha de Santa Cruz, que atingiram entre 70 e 80 casas, segundo informou George Herming, porta-voz do primeiro-ministro. Muitos moradores se esconderam em porões por precaução.

O policial John Lansley disse à agência AP que patrulheiros registraram que quatro moradores haviam desaparecido e estavam presumidamente mortos, mas as informações ainda estariam sendo verificadas. "Infelizmente, acreditamos que algumas pessoas perderam suas vidas", disse. "No momento, nós sabemos de quatro, mas devem ter mais."

Após terremoto: Reconstrução do Haiti é dificultada por disputas de posse de terra

Memória: Haiti relembra terremoto de 2010 com cerimônias discretas

Um dos desaparecidos estava pescando em uma canoa quando a primeira onda quebrou na costa, arrastando-o para fora do mar. Autoridades procuravam por seu corpo nesta manhã. Acredita-se que outra mulher teria se afogado quando a água invadiu seu vilarejo.

De acordo com fontes médicas ouvidas pela rede britânica BBC, o tsunami fez cinco vítimas fatais, quatro mais velhos e um jovem. Quatro vilarejos de Santa Cruz foram atingidos pelas ondas, tendo dois sofrido diversos danos. Outras áreas das Ilhas Salomão não foram afetadas.

Assista ao vídeo:

Autoridades da Defesa Civil lutavam para alcançar uma região remota depois que o tsunami alagou a pista de pouso no aeroporto mais próximo e o deixou repleto de destroços.

O tsunami foi formado depois que um terremoto de magnitude 8 abalou a cidade de Lata, em Temotu, província no extremo leste das Ilhas Salomão. Temotu tem uma população de cerca de 30 mil habitantes.

Reflexos: Mais destroços do tsunami do Japão devem chegar à costa oeste dos EUA

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico disse que uma onda de 1 metro atingiu o cais de Lata. Ondas menores também foram registradas em Vanuatu e Nova Caledonia. O instituto depois cancelou os alertas em outros lugares mais distantes.

Richard Dapo, diretor de escola em uma ilha perto de Santa Cruz, disse que vive no interior da ilha, mas tem recebido telefonemas de famílias que vivem na costa e cujas casas foram danificadas pelas ondas. "Eu falo para as os moradores da costa: 'se mudem para o interior, encontrem um local mais alto. Fiquem longe do mar, tomem cuidado com as ondas'", disse.

Ele afirmou ter escutado as ondas inundando algumas ilhas menores, embora não tenha conhecimento de mortos ou feridos. Dapo disse que estava com dificuldade em contatar familiares e amigos, porque o sinal dos celulares não estava funcionando corretamente na região.

Em Honiara, os alertas de tsunami forçaram os residentes a ir para locais mais altos. "Pessoas ainda estão nas montanhas que cercam Honiara prestando atenção no mar, tentando observar se tem alguma onda vindo", disse Herming.

Tecnologia: EUA querem usar celulares para monitorar terremotos

O médico Rooney Jagilly, superintendente do Hospital Nacional em Honiara, disse que o centro médico pediu para que a metade de seus 200 pacientes deixassem o local e ficassem com seus familiares e amigos em uma medida preventiva, uma vez que o hospital está localizado na costa. Os pacientes que não eram capazes de se locomover ficaram, mas o hospital se manteve em prontidão, caso precisasse retirá-los.

Jagilly afirmou que não houve inundação e ele esperava que o hospital voltasse a funcionar normalmente na quinta-feira. Uma autoridade de Vanuatu informou que não houve registros de danos, mortos ou feridos nesta região.

Em abril de 2007, mais de 50 foram mortos e centenas perderam suas casas, quando um terremoto de magnitude 8.1 provocou ondas nos vilarejos da costa.

As Ilhas Salomão são compostas por mais de 200 ilhas e abrigam uma população de cerca de 552 mil habitantes. Elas estão localizadas no Círculo de Fogo do Pacífico - arco onde 90% dos terremotos de todo o mundo ocorrem. O Serviço Geológico dos EUA disse na quarta-feira que o epicentro do terremoto ocorreu a 81 km de Lata, com profundidade de 28,7 km.

Com AP

Leia tudo sobre: terremototsunamiilhas salomãotremor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas