Japão apresenta protesto à China após radar apontado para navio

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

No dia 30, embarcação chinesa apontou radar normalmente usado para guiar mísseis contra navio japonês perto de disputadas ilhas no Mar da China Oriental

Reuters

Uma embarcação chinesa apontou um tipo de radar normalmente usado para guiar mísseis contra um navio da Marinha japonesa perto das disputadas ilhas no Mar da China Oriental, fazendo com que o governo japonês apresentasse um protesto à China, informou a emissora pública japonesa NHK nesta terça-feira. O incidente aconteceu em 30 de janeiro, disse posteriormente o ministro da Defesa.

Eleição: Após vitória, partido japonês PLD rejeita negociar soberania de ilhas com China

AP
Barco de patrulha da Guarda Costeira do Japão se aproxima de barco de pesca chinês (E) a cerca de 200 km das disputadas ilhas de Senkaku (02/02)

Tensão: Japão acusa China de violar espaço aéreo sobre ilhas disputadas

Um latente conflito por causa das ilhas, conhecidas como Senkaku no Japão e Diaoyu na China, cresceu nos últimos meses até o ponto em que ambos os países mobilizaram caças, enquanto barcos de patrulhamento monitoram-se nas águas próximas.

Temores de que os crescentes encontros entre as aeronaves e navios possam causar um confronto acidental estão dando impulso para os esforços de se reduzir a tensão, incluindo uma possível cúpula de líderes.

Setembro: Japão divulga supostas provas sobre posse de ilhas disputadas com a China

Mas enquanto crescem as esperanças de que haja uma reaproximação nas relações, que ficaram ainda piores quando o governo do Japão comprou as ilhas de um cidadão japonês em setembro, ainda há profunda desconfiança e um nacionalismo inflado, complicado pelas amargas memórias da China dos tempos de guerra com o Japão.

Leia tudo sobre: ilhas diaoyuilhas senkakujapãochina

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas