Militantes atacam posto militar no Paquistão e matam 35

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Taleban assumiu autoria do atentado, em retaliação a ataque de avião não tripulado dos Estados Unidos no mês passado

Reuters

AP
Paquistanês reconhece corpo de parente morto no ataque do Taleban a posto militar no norte do país

Militantes atacaram um posto de controle do exército no noroeste do Paquistão neste sábado, deixando ao menos 35 pessoas mortas no ataque inicial, fogo cruzado posterior e um ataque com míssil a uma casa, afirmaram autoridades.

Na sexta: Ataque suicida atinge mesquita xiita no Paquistão 

O Taleban do Paquistão assumiu a responsabilidade pelo ataque, afirmando que a ação foi motivada em resposta ao ataque do avião não tripulado (drone) dos Estados Unidos no Waziristão Norte no mês passado, que resultou na morte de dois dos seus comandantes.

Entenda: Avião não tripulado dos EUA mata alto comandante do Taleban no Paquistão 

Os militantes atacaram o posto de Lakki Marwat cedo neste sábado.

Um oficial de segurança disse que 12 militantes e 13 soldados foram mortos no confronto. Dois corpos tinham cintos com bombas.

"O fogo cruzado entre militantes e oficiais de segurança prosseguiu por quatro horas", disse uma fonte.

Os militantes também atingiram uma casa próxima ao campo com mísseis, matando 10 membros de uma família, incluindo três crianças, disse o oficial. 

Leia tudo sobre: paquistãotalebanatentadoterrorismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas