Voo com a destino a Seattle pousou no Oregon com a ajuda da tripulação. É o segundo caso de desmaio de funcionários da empresa em dez dias

Reuters

Um voo da Alaska Airlines com destino a Seattle fez um pouso de emergência em Oregon depois que seu veterano piloto desmaiou na cabine de passageiros, no segundo desmaio envolvendo funcionários da companhia em 10 dias, afirmou a empresa nesta sexta-feira (1º).

Veja o especial Desastres Aéreos 

A tripulação e os passageiros ajudaram a reanimar o piloto e a levá-lo a um assento vazio, enquanto o copiloto assumiu o controle do Boeing 737-700 e pousou em segurança em Portland na noite de quinta-feira, disse o porta-voz da companhia aérea Paul McElroy.

"Os médicos suspeitam que ele ficou doente devido a uma intoxicação alimentar ou vírus da gripe", disse McElroy sobre o piloto, um veterano de 28 anos da aviação, acrescentando que nenhum dos 116 passageiros e cinco tripulantes a bordo do voo procedente de Los Angeles ficaram feridos.

O piloto foi hospitalizado em Portland, e McElroy disse que dois episódios de desmaio eram uma "coincidência bizarra".

O porta-voz da Administração Federal de Aviação Ian Gregor disse que os investigadores não veem ligação imediata entre o incidente e uma situação similar em 22 de janeiro, quando um copiloto da Alaska Airlines desmaiou num voo entre Seattle e Las Vegas, forçando o capitão a fazer um pouso de emergência.

"Aquele primeiro piloto estava com gripe. Sabemos disso com certeza", disse McElroy.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.