Canadense é resgatado de casa repleta de lixo em Vancouver

Por AP |

compartilhe

Tamanho do texto

Homem de 70 anos ficou gravemente desidratado depois de ficar vários dias sob lixo que havia acumulado até o teto de sua casa

AP

Um canadense de 70 anos ficou gravemente desidratado depois de ter ficado preso durante vários dias sob lixo que havia acumulado até o teto de sua casa. A Polícia Real Montada do Canadá disse em 15 de janeiro que um homem ligou para informar que não via o seu amigo havia vários dias.

Leia também: Londres inaugura latas de lixo que agradecem com vozes de celebridades

A polícia encontrou a porta e os corredores de sua casa no subúrbio de Vancouver tão lotadas de lixo que os bombeiros foram chamados para limpar o local e abrir caminho para os policiais.

Onze bombeiros tiveram de arrombar a porta e serrar o lixo para chegar ao homem. A polícia disse que não havia aquecimento ou eletricidade, e que o homem estava gravemente desidratado.

"Se ele tivesse ficado nessas condições mais um dia ou dois, com nossas temperaturas frias, o resultado teria sido bem pior", disse Greg Mervin, assistente do chefe dos bombeiros.

O incidente exigiu mais trabalhadores de emergência do que um resgate típico, disse, acrescentando que policiais já haviam sido previamente chamados para comparecer ao mesmo local por causa de reclamações de vizinhos sobre lixo acumulando na parte de fora de sua propriedade.

O corpo de bombeiros se depara com situações de grande perigo apenas algumas vezes por ano, disse. "Não diria que é uma ocorrência normal", disse. "Existem provavelmente apenas mais algumas pessoas que devem chegar nesse estado. Até que algo aconteça, não saberemos disso."

O homem se recupera no hospital e está sendo tratado por problemas de circulação em ambas as pernas.

Leia tudo sobre: canadálixo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas