Militantes atacam sede da polícia de trânsito na capital do Afeganistão

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Forças de segurança levaram oito horas para pôr fim à ação coordenada, que terminou com três policiais e cinco militantes mortos

Homens-bomba e atiradores lançaram uma ação de oito horas contra a sede da polícia de trânsito de Cabul, informaram autoridades locais, o segundo ataque coordenado contra prédios do governo em menos de uma semana. Três membros das forças de segurança e todos os cinco militantes morreram, disseram autoridades.

Reunião: Obama e Karzai aceleram transição militar no Afeganistão

AP
Força de segurança afegão corre em telhado de sede da polícia de trânsito em meio a ataque de militantes em Cabul

Vídeo: Mulheres devem ter papel crucial no Exército do Afeganistão

A milícia islâmica do Taleban assumiu a responsabilidade pelo ataque, que aumentou a possibilidade de que insurgentes estejam concentrados em testar as forças de segurança de Cabul após uma série de grandes ataques a alvos ocidentais no ano passado.

"Está muito claro que quanto mais as forças da segurança afegã estão ficando à frente, mais se tornam alvo dos insurgentes", disse o porta-voz da Força Internacional de Assistência para Segurança (Isaf, na sigla em inglês) da Otan (Organização do Tratado do Atlãntico Norte), brigadeiro Gunter Katz.

Saiba mais: Entenda por que o Afeganistão é estratégico

Leia também: Invasões e conflitos marcam história do Afeganistão

Além dos três policiais de trânsito mortos, quatro ficaram feridos no ataque, que começou por volta das 6 horas locais (0h30 no horário de Brasília), quando dois homens-bomba detonaram explosivos, afirmou o vice-ministro do Interior general Abdul Rahman|.

Uma espessa coluna de fumaça negra subiu do complexo cercado à medida que um helicóptero do Exército afegão sobrevoava o local, onde insurgentes e forças de segurança travaram um violento tiroteio.

*Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: afeganistãotalebancabul

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas