Venezuela publica decreto de nomeação de chanceler com assinatura de Chávez

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Essa é a primeira vez que sua assinatura aparece no diário oficial desde cirurgia de câncer; Elías Jaua foi nomeado na terça para suceder a Maduro, que é eventual sucessor de Chávez

O diário oficial da Venezuela publicou nesta quarta-feira um decreto assinado pelo presidente Hugo Chávez, que não aparece publicamente há mais de um mês, quando foi a Cuba para se submeter à quarta cirurgia relativa a um câncer.

Essa é a primeira vez que sua assinatura aparece na publicação desde a viagem, indicando que ele poderia estar se recuperando. Desde meados de 2011, Chávez luta contra um câncer não especificado.

Ajuda: Países que recebem petróleo barato temem ficar órfãos de Chávez

AP
Da E para D: Novo chanceler Elías Jaua, presidente da Assembleia Diosdado Cabello e vice-presidente Nicolás Maduro são vistos em Caracas (15/01)

Avaliação: Oposição na Venezuela racha após Justiça manter Chávez no poder

O decreto emitido na terça e publicado nesta quarta nomeia o ex-vice-presidente Elías Jaua como novo chanceler da Venezuela.

O atual vice de Chávez, Nicolás Maduro, que está encarregado do governo durante a ausência do líder venezuelano, anunciou publicamente a nomeação de Jaua em uma sessão da Assembleia Nacional na terça, quando entregou o balanço da gestão desenvolvida pelo governo de Chávez durante o ano de 2012. Antes da nomeação, Maduro também exercia o cargo de chanceler.

Fontes à Reuters: Brasil quer eleição na Venezuela se Chávez morrer

O mandatário, que foi reeleito nas eleições de outubro, sofreu complicações no pós-operatório e não pôde viajar à Venezuela para tomar posse para um novo mandato em 10 de janeiro, data estabelecida pela Constituição, o que aumentou os rumores sobre seu estado de saúde.

Na semana passada, a Suprema Corte considerou constitucional prorrogar indefinidamente a posse do novo mandato com a justificativa de que há uma "continuidade administrativa" na gestão de Chávez pelo fato de ele ter sido reeleito. Como ele não pôde comparecer à cerimônia de posse, milhares de partidários convocados pelo governo marcaram sua posse simbólica nas ruas de Caracas no dia 10.

Nesta quarta, Jaua anunciou que nos próximos dias se reunirá com seus colegas da Colômbia e Equador em Caracas, Venezuela. O encontro tem o objetivo de dar "continuidade ao rumo liderado pelo comandante (Hugo) Chávez", acrescentou uma nota da chancelaria.

*Com AP, Reuters e Ansa

Leia tudo sobre: venezuelachávezcâncer de chávezelías jauamaduro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas