EUA vão reconhecer governo da Somália na quinta-feira, diz autoridade

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

A secretária de Estado Hillary Clinton vai encerrar período de 20 anos sem reconhecimento oficial americano de governantes do país

Reuters

Reuters

AP
Soldados somalis mostram bandeira nacional em vila próxima à cidade de Kismayo, em 1/10/2012

Os Estados Unidos irão reconhecer oficialmente na quinta-feira (17) o governo somali instalado em Mogadíscio, o que encerrará um hiato de mais de 20 anos e abrirá as portas para uma maior assistência econômica norte-americana e internacional à violenta nação africana, disse nesta quarta-feira a jornalistas o secretário-assistente de Estado, Johnnie Carson.

Segundo ele, a secretária de Estado, Hillary Clinton, deve anunciar a decisão durante reunião com o presidente da Somália, Hassan Sheikh Mohamud, que chegou ao cargo no ano passado na primeira eleição presidencial no país desde que milícias locais derrubaram o ditador Mohamed Siad Barre, em 1991. Mohamud está em visita a Washington.

Leia: Novo presidente da Somália escapa ileso de atentado terrorista

"Quando a secretária se reunir com Hassan Sheikh amanhã (quinta-feira), ela vai intercambiar notas diplomáticas com ele e reconhecerá o governo somali em Mogadíscio pela primeira vez em 20 anos", disse Carson em entrevista coletiva.

Leia tudo sobre: estados unidossomáliaáfricadiplomacia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas