Corpo de estudante vítima de estupro é cremado na Índia

Jovem de 23 anos morreu no sábado em um hospital após ser estuprada por seis homens; crime ocorreu em um ônibus em Nova Délhi

iG São Paulo |

O corpo da jovem que morreu depois de ser estuprada por um grupo na Índia , fato que causou protestos e um debate raro no país sobre a violência contra as mulheres, chegou a Nova Délhi nesta manhã e foi rapidamente cremado em uma cerimônia privada.

A estudante de 23 anos, não identificada, morreu em um hospital de Cingapura no sábado em consequência dos ferimentos, levando o governo indiano a fazer promessas de ação, em esforço para responder a indignação pública.

BBC Brasil:  Por que a Índia trata tão mal suas mulheres?

Reuters
Pessoas acompanham a chegada do corpo da estudante vítima de um estupro coletivo

A jovem sofreu lesões cerebrais e graves lesões internas no ataque em 16 de dezembro, quando ela e um amigo voltavam para casa do cinema, segundo relatos, quando seis homens em um ônibus os atacaram com barras de metal e a estupraram por cerca de uma hora. O amigo sobreviveu. Seis suspeitos foram presos, acusados de homicídio após a sua morte.

Entenda: Jovem vítima de estupro coletivo na Índia morre em hospital de Cingapura

Medida: Índia deve publicar nomes, fotos e endereços de estupradores na internet

'Capital do estupro': Estupro coletivo expõe descaso de Nova Délhi com mulheres

A reportagem viu membros da família que estavam com ela em Cingapura partirem, acompanhando o corpo ao aeroporto em uma ambulância com escolta policial. A líder do partido governante, Sonia Gandhi, foi vista chegando ao aeroporto quando o avião pousou e a escolta do primeiro-ministro Singh Mannmohan também estava lá, afirmaram testemunhas. 

A segurança na capital permaneceu forte depois que as autoridades, preocupadas com a reação à notícia da morte, colocarem milhares de policiais nas ruas e fecharem algumas estações de metrô.

Veja imagens dos protestos no país após morte da jovem:


    Leia tudo sobre: estupro coletivoíndiaestudante mortacorpo cremado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG