Jornal de Nova York provoca polêmica ao publicar lista de pessoas armadas

Com o título 'Meu vizinho, o portador de armas', Journal News publica lista com mais de 33 mil nomes de pessoas após levantamento com base em lei de liberdade da informação

AFP |

AFP

Um jornal de Nova York causou polêmica ao publicar uma lista com mais de 33 mil nomes e endereços de pessoas autorizadas a portar armas em um país em choque com o massacre na escola de Newtown , Connecticut, há duas semanas.

Porte de armas: Cidade no Texas permite professores com armas na escola

THE JOURNAL NEWS/LOWHUD.COM
O Journal News publicou um mapa de residentes que têm permissão para porte de armas em dois condados de Nova York, incluindo o de Westchester (acima)

Porte de armas: Leis imperfeitas refletem dificuldade no controle de armas de fogo nos EUA

"Sabíamos que essa publicação seria controversa, mas sentimos que era importante compartilhar a maior quantidade de informação possível sobre os donos de armas em nossa área, sobretudo depois do massacre de Newtown", disse CynDee Royle, editora e vice-presidente do Journal News, que pertence à Gannett Publication.

Reação: Obama pede 'propostas concretas' sobre controle de armas até janeiro

Com faca: Ataque sem mortos na China reacende debate nos EUA sobre armas de fogo

O texto, com o título "Meu vizinho, o portador de armas", foi publicado no início da semana e provocou polêmica nas redes sociais, nas quais a violação da privacidade dos citados foi criticada.

Mas o jornal argumentou que obteve os dados de forma legal, com base na lei de liberdade de informação, e afirmou que seus leitores tinham o direito de saber se os vizinhos possuem armas ou não.

NRA: Lobby de armas dos EUA quer policiais armados em escolas

Em um mapa interativo, a publicação revela mais de 33 mil pessoas autorizadas a portar armas em dois condados, mas explica que mais de 13 mil permissões concedidas não registraram atividade nos últimos cinco anos e podem pertencer a pessoas que se mudaram ou morreram.

O jornal informou também que aguardava os dados de 11 mil pessoas de um terceiro condado. O massacre na escola de Newtown (Connecticut) em 14 de dezembro deixou 26 mortos, sendo 20 crianças, e reativou o debate sobre o porte de armas.

    Leia tudo sobre: euaataque em newtownporte de armas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG