Presidente da Bolívia, Evo Morales, esteve em Havana no fim de semana para prestar solidariedade ao aliado venezuelano

O presidente da Venezuela teve uma ligeira melhora no seu estado, disse o governo venezuelano nesta segunda-feira (24), quase duas semanas depois de Hugo Chávez ter-se submetido a uma delicada cirurgia para tratar um câncer que ameaça tirá-lo do poder.

Leia também:  Chávez está bem e consciente, diz vice-presidente venezuelano

Saiba mais: Data de posse de Chávez coloca governo e oposição em conflito

Presidente da Bolívia, Evo Morales, é recebido por Raúl Castro no Aeroporto de Havana, em Cuba (23/12)
AP
Presidente da Bolívia, Evo Morales, é recebido por Raúl Castro no Aeroporto de Havana, em Cuba (23/12)


Análise:  Potencial sucessor de Chávez pode atenuar polarização na Venezuela

"O paciente experimenta uma ligeira melhora na sua condição, com uma tendência progressiva. O presidente permanece em comunicação com seus parentes mais próximos", disse o ministro das Comunicações, Ernesto Villegas, em comunicado.

O presidente de 58 anos surpreendeu o mundo ao anunciar o reaparecimento de um câncer e que viajaria para Cuba para uma intervenção cirúrgica.

Antes de realizar sua quarta operação em 18 meses, Chávez anunciou, pela primeira vez desde o surgimento da doença, que o seu vice-presidente, Nicolás Maduro , é o seu potencial sucessor. A posse de Chávez está marcada para o dia 10 de janeiro, mas há dúvidas se o presidente conseguirá estar presente para assumir seu mandato . Aliados chegaram a sugerir que a data da posse foi adiada, o que foi criticado pela oposição .

Neste fim de semana, o presidente da Bolívia, Evo Morales, foi a Havana visitar o seu aliado venezuelano. Morales não falou com a empresa durante sua visita.

De acordo com a imprensa oficial de Cuba, o líder boliviano foi ao país "expressar seu apoio" a Chávez. O governo cubano havia convidado a mídia para cobrir a chegada de Morales no sábado e sua partida no domingo, mas retirou o convite sem dar explicações.

Fotos divulgadas pela mídia do país mostram o presidente Raúl Castro cumprimentando Morales no aeroporto de Havana. Assessores de Morales disse que ele pretendia fazer um comunicado mais tarde sobre Chávez.

O presidente venezuelano voltou a Cuba há duas semanas para uma quarta operação desde meados de 2011, após a descoberta de uma terceira recorrência de câncer.

Jun./ 2011: Na TV, Chávez afirma que passou por cirurgia para retirar tumor

Fev./ 2012: Chávez diz que fará cirurgia após encontrar nova 'lesão'

Dez./ 2012: Chávez anuncia nova cirurgia contra câncer e vice como potencial sucessor

O governo venezuelano vem periodicamente divulgando boletins do estado de saúde de Chávez, que enfrenta um pós-operatório classificado como "complicado" por seus aliados. Neste período, o presidente venezuelano teve uma infecção respiratória que já foi controlada e também sofreu uma hemorragia durante a operação. 

Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.