Naufrágio deixa 55 mortos ou desaparecidos na Somália, diz ONU

Barco superlotado teve problemas 15 minutos depois de partir em direção ao Iêmen na terça; há cinco sobreviventes

iG São Paulo |

O naufrágio de um barco superlotado no litoral da Somália deixou ao menos 55 mortos ou desaparecidos entre somalis e etíopes na terça-feira, informou nesta quinta o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur). "Foram resgatados 23 corpos. Supõe-se que os outros 32 passageiros se afogaram", afirmou um porta-voz do ACNUR. Há ao menos cinco sobreviventes.

11 mortos: Holanda suspende buscas por seis desaparecidos em naufrágio

Naufrágio na Itália: Saiba o que aconteceu com o Costa Concordia

Segundo a agência, o barco se dirigia ao Iêmen e registrou problemas 15 minutos depois de partir do porto de Bosasso, no Estado semiautônomo de Puntland, no nordeste da Somália. Esse é o pior naufrágio no Golfo de Áden desde fevereiro de 2011, quando 57 imigrantes do Chifre da África se afogaram quando tentavam chegar ao Iêmen.

Dezenas de milhares de pessoas do Chifre da África cruzam o Golfo a cada ano, fugindo da violência, dos problemas econômicos e de outras dificuldades. De acordo com a Acnur, os que empreendem essa jornada perigosa usam barcos superlotados ou inseguros ou são vítimas de contrabandistas inescrupulosos.

Só neste ano, 95 pessoas se afogaram ou ficaram desaparecidas nas águas entre a Somália e o Iêmen, segundo a agência.

*Com AFP e BBC

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG