O suspeito estava mascarado e morreu durante a ação. Segundo a polícia local, uma outra vítima ficou seriamente ferida

Um homem mascarado vestindo roupa camuflada abriu fogo em um shopping de Portland, nos Estados Unidos, na noite desta terça-feira (11). Duas pessoas e o próprio atirador morreram. O estabelecimento estava lotado, devido ao Natal, e provocou tumulto no shopping, com clientes fugindo ou buscando um local seguro para se esconder.

Em 2011:  Atirador deixa ao menos 12 mortos na estreia do 'Batman' nos EUA

Policial conversa com testemunhas após tiroteio em shopping de Clackamas, em Oregon
AFP
Policial conversa com testemunhas após tiroteio em shopping de Clackamas, em Oregon

Policiais locais disseram que uma outra vítima ficou seriamente ferida e foi encaminhada ao hospital da cidade. Segundo as autoridades, a identidade do atirador ainda não será revelada para não interferir na investigação.

O atirador tentava "atirar em qualquer um que atravessasse seu campo de visão", disse o xerife Craig Roberts. "Era muito evidente que ele tinha programado uma missão para realmente tirar a vida das pessoas naquele shopping."

A polícia informou que não existem ligações entre o atirador e o homem e a mulher que foram mortos ou a mulher que ficou ferida. Um policial informou que o atirador, aparentemente, se matou.

O Papai Noel do shopping, Brance Wilson, disse ter ouvido tiros e se jogado no chão. No momento em que levantou seu rosto, segundos depois, todos que estavam ao seu redor tinham ido embora. Pais segurando suas crianças correram para os depósitos das lojas para salvar suas vidas. "Papai Noel vai voltar", disse Wilson. "(O ataque) não vai deixar o Papai Noel longe do shopping."

O centro comercial Clackamas, onde aconteceu o tiroteio, é um dos maiores de Portland e conta com 185 lojas e 20 salas de cinema.

*Com informações da AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.