Ganhador perde 79 milhões de euros na loteria britânica por não reclamar prêmio

Vencedor do maior prêmio da história da loteria britânica perderá dinheiro por não reivindicá-lo no prazo de 180 dias; quantia equivalente a R$ 213 milhões será destinada à caridade

AFP | - Atualizada às

AFP

O misterioso ganhador de 64 milhões de libras (79 milhões de euros ou mais de R$ 213 milhões) da loteria Euromilhões perderá o prêmio por não tê-lo reivindicado a tempo, e o dinheiro será destinado a obras de caridade, indicou nesta quinta-feira a loteria britânica.

Vencedores: Mecânico e mulher desempregada ganham US$ 293 mi em loteria dos EUA

Powerball: Dois apostadores dividirão prêmio de quase US$ 580 mi de loteria nos EUA

"Posso confirmar que a pessoa que comprou o bilhete não se apresentou antes da data limite para exigir seu dinheiro", disse um porta-voz da loteria.

"A maioria dos ganhadores reivindica seu prêmio no prazo previsto de 180 dias, mas, para evitar que casos como esse voltem a acontecer, pedimos aos jogadores que confiram regularmente seus bilhetes", acrescentou.

O jogador, que comprou seu bilhete em 8 de junho na zona de Stevenage e Hitchin, em Herfordshire, no norte de Londres, tinha até as 23h locais (21h de Brasília) de quarta-feira para reivindicar seu prêmio de 63.837.543,60 libras, o maior da história da loteria britânica.

Antes do fim do prazo, a loteria lançou uma campanha com cartazes e anúncios para tentar localizar o comprador do bilhete premiado.

Vencedor: 'Nunca mais vou pisar em um ônibus', diz motorista que ganhou na loteria

Os 64 milhões e os juros consequentes serão destinados à associação de caridade da loteria britânica, que, desde seu lançamento, em 1994, recebeu 29 bilhões de libras (cerca de 35,7 bilhões de euros).

Até agora, o recorde do maior prêmio não reivindicado por seu ganhador era de 9,4 milhões de libras em um sorteio de 2005.

    Leia tudo sobre: loteriareino unido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG