Mulher mais alta do mundo morre na China

Yao Defen, que segundo o Guinness media 2,33 metros, tinha 40 anos e morreu em novembro

iG São Paulo |

AP
Yao Defen (direita) ao lado do irmão mais velho em foto de 2006

A mulher mais alta do mundo, uma chinesa que media 2,33 metros, morreu na China, informaram autoridades nesta quarta-feira. Yao Defen morreu em 13 de novembro, de acordo com o porta-voz da província de Anhui, onde ela vivia.

Leia também: Besse Cooper, pessoa mais velha do mundo, morre aos 116 anos

A causa da morte de Yao não foi revelada. Registrada em 2010 como a mulher mais alta do mundo pelo Guinness, o Livro dos Recordes, ela morreu aos 40 anos.

O gigantismo de Yao Defen era provocado por um tumor que afetava sua glândula pituitária e provocava um excesso de hormônios do crescimento. Aos 15 anos, ela já tinha mais de dois metros.

Um jornal local afirmou que Yao media 2,36 metros no dia de sua morte. O registro no Guinness, porém, continua sendo 2,33 metros.

Mulher mais velha

A notícia da morte de Yao foi divulgada no mesmo dia em que foi anunciada a morte da americana Besse Cooper , considerada pelo Guinness como a mulher mais velha do mundo. Ela tinha 116 anos e morreu em uma casa de repouso nos EUA na terça-feira.

Besse Cooper foi considerada pela primeira vez a pessoa mais velha do mundo pelo Guinness em janeiro de 2011. O título foi retirado dela por alguns meses quando se descobriu que a brasileira Maria Gomes Valentim era 48 dias mais velha. O Guinness deu o título de volta a Cooper depois da morte de Maria, em junho de 2011.

Com Reuters e AFP

    Leia tudo sobre: mulher mais altachinaYao Defenrecordeguinness

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG