Israel diz que irá congelar repasse de fundos à Palestina após decisão da ONU

Decisão é anunciada dois dias depois da elevação do status do Estado palestino. Dívida de US$ 200 mi com companhia elétrica israelense será paga com dinheiro de fundos

iG São Paulo |

Israel disse neste domingo que está congelando a transferência mensal de receitas fiscais para a Autoridade Palestina. A decisão é anunciada dois dias após a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) ter reconhecido de forma implícita um Estado palestino ao elevar o status da Autoridade Palestina, de Mahmud Abbas, de "entidade observadora" para " Estado observador não-membro " - ação rejeitada por Israel e EUA.

Mais:  Após vitória palestina na ONU, Israel 'construirá 3 mil novas casas de colonos'

Sob negociações de paz interinas, que Israel alega terem sido violadas pelos palestinos em decorrência de uma busca unilateral de um upgrade de status na ONU, o país arrecada 100 milhões de dólares mensais em impostos para a Autoridade Palestina. Israelenses disseram ainda que a Autoridade Palestina deve cerca de 200 milhões de dólares a uma empresa elétrica deles. Diante disso, o dinheiro agora será deduzido das transferências mensais.

Infográfico: Saiba os principais fatos do conflito entre Israel e palestinos

Saiba mais: Entenda o que significa o novo status palestino na ONU

Israel já tinha congelado anteriormente os pagamentos à entidade, durante tempos de crises de segurança e tensões diplomáticas, provocando grandes críticas internacionais, como quando o órgão cultural da ONU, a Unesco, reconheceu o status de membros aos palestinos, há um ano.

"Eu não pretendo transferir neste mês os fundos aos palestinos. Neste período, eu pretendo usar esse dinheiro para deduzir dívidas da Autoridade Palestina com a Corporação Elétrica de Israel e outros órgãos", afirmou o ministro das Finanças do Estado judeu, Yuval Steinitz, à Rádio Israel.

A vitória na ONU para os palestinos foi uma derrota diplomática para os EUA e Israel , que só tiveram o apoio da alguns poucos países ao votarem contra o upgrade no status palestino.

*com AFP

    Leia tudo sobre: israelonuestado palestinoassembleia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG