Jovem afegã é degolada após sua família rejeitar casamento

Adolescente de 15 anos foi morta por dois homens, um deles rejeitado pelos pais dela ao pedi-la em casamento

iG São Paulo |

Uma adolescente de 15 anos foi degolada por dois homens no Afeganistão, um deles rejeitado pela família da jovem quando a pediu em casamento. Os dois foram presos.

De acordo com o porta-voz da polícia de Kunduz, Sayed Sarwar Hussaini, a adolescente transportava água de um rio para casa quando foi assassinada. "Ela acabara de sair da água quando os dois homens cortaram seu pescoço", afirmou.

Leia também:  Jovem afegã é decapitada por rejeitar ser prostituída pela sogra

Infográfico: Saiba mais sobre as mulheres no mundo árabe e muçulmano

Em outubro, uma jovem de 20 anos foi decapitada em Herat por rejeitar ser prostituída por sua sogra e um de seus primos, que a matou.

No Afeganistão, a combinação de uma interpretação muito rigorosa do Islã com o código de conduta das tribos pashtuns muitas vezes resulta na marginalização das mulheres. A situação foi particularmente dura para a população feminina durante o regime fundamentalistado Taleban, que dominou o Afeganistão entre 1996 e 2001.

De acordo com a ONG britânica Oxfam, 87% das afegãs afirmam que sofreram violências físicas, sexuais ou psicológicas ou foram obrigadas a casar.

Com AFP

    Leia tudo sobre: afeganistãomulheres

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG