Partido nacionalista vence eleição na Catalunha, mas perde apoio

Apesar do partido nacionalista Convergência e União (CiU) ter vencido as eleições, ele perdeu apoio no Parlamento catalão em relação à votação de 2010

BBC Brasil |

BBC

O partido nacionalista Convergência e União (CiU) conquistou a maioria dos votos nas eleições regionais da Catalunha, na Espanha, de acordo com dados obtidos com mais de 90% das urnas apuradas. No entanto, o CiU, cujo líder Artur Mas prometeu convocar um referendo sobre a independência da região , perdeu apoio no Parlamento catalão em relação à votação de 2010.

Leia também:
Eleições na Catalunha são teste para unidade da Espanha 

AP
Artur Mas durante o dia de eleição em Barcelona, neste domingo

Confirmados os resultados preliminares, o partido teria 50 assentos, 12 a menos do que na eleição anterior. Já o Esquerda Republicana Catalã (ERC) ficou com 21 deputados, praticamente dobrando o número que tinha anteriormente (11). A votação é importante pois pode abrir caminho para um referendo sobre a independência catalã, já que a maioria dos partidos que ficaram na frente é pró separatismo.

Com a maior participação eleitoral nos últimos 24 anos, ela foi convocada por Mas depois que Madri se recusou a negociar a concessão de soberania fiscal para a Catalunha.

'Menos Mas'
De acordo com o correspondente da BBC Mundo na Espanha, Pablo Esparza, os resultados poderiam ser resumidos como "soberania sim, porém com menos Mas".

"O presidente catalão Artur Mas ganhou as eleições. No entanto, seu partido ficou longe da maioria absoluta que defendeu durante a campanha", afirma Esparza.

Essas eleições foram interpretadas por muitos como um plebiscito sobre o direito da Catalunha de convocar um referendo por sua independência em relação ao restante da Espanha.

Neste sentido, ainda que o Mas tenha ficado longe dos 68 assentos que lhe dariam a maioria absoluta, os grupos abertamente separatistas - que reúnem cerca de 90 das 135 cadeiras - teriam uma maioria absoluta.

Mesmo que pareça algo paradoxal, eleitoralmente, o grande beneficiado pela aposta separatista de Mas não foi seu próprio partido, e sim outros grupos que defendem a soberania, como o ERC. Entre os partidos que defendem a unidade da Espanha, o PSC é o que teve o pior desempenho. Enquanto em 2010 obteve 28 assentos, nesta votação ficou com 21, perdendo cadeiras para o ERC.

Diversidade
Os resultados mostram que o eleitorado catalão é muito diverso, com sete grupos compondo o parlamento mais variado das regiões espanholas. Essa diversidade pode, justamente, dificultar as negociações para um possível referendo sobre a independência.

Ainda que haja uma maioria separatista ampla, a disparidade ideológica desses grupos é grande: desde a centro direita do CiU até a esquerda do ERC, passando pelo chamado ecosocialismo do Iniciativa pela Catalunha.

Diante da promessa de Mas de convocar um referendo, o caminho não será fácil na região, que já tem uma autonomia significativa em relação a outras regiões espanholas.

Um eventual referendo seria considerado ilegal pela Constituição espanhola e provavelmente o governista Partido Popular bloquearia qualquer tentativa de mudança constitucional.

    Leia tudo sobre: catalunhaespanhaeleições catalunha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG