Eleições na Catalunha são teste para unidade da Espanha

Cerca de 5,2 milhões de catalãos vão às urnas neste domingo nas eleições regionais que podem fortalecer premiê, favorecendo debate da independência em meio à crise econômica

iG São Paulo | - Atualizada às

Eleitores da Catalunha, polo industrial espanhol importante, votam neste domingo (25) nas eleições regionais, que podem determinar o futuro da Espanha. Cerca de 5,2 milhões de pessoas são aptas a votar nos candidatos para preencher as 135 cadeiras do Parlamento, localizado na cidade de Barcelona.

Leia mais:  Pesquisas apontam diferenças sobre referendo por independência catalã

AP
Líder do governo regional da Catalunha, Artur Mas, vota em colégio eleitoral de Barcelona, Espanha


Protesto:  Milhões tomam as ruas de Barcelona para exigir independência da Catalunha

O governo regional, liderado por Artur Mas, convocou as eleições antecipadamente como parte de uma luta de poder com o governo central, comandado pelo primeiro-ministro Mariano Rajoy.

Enquanto Rajoy está imerso no combate à pior crise financeira enfrentada pela Espanha em décadas, Mas afirma que a Catalunha está se prejudicando com o aumento de impostos e que poderia ter um melhor desenvolvimento se estivesse separada do resto do país. Madird responde, afirmando que os nacionalistas da região usam a crise como desculpa.

Fim de tradição:  Região espanhola da Catalunha dá adeus às touradas

A Catalunha tenta se tornar um Estado-membro independente na União Europeia.

Se os eleitores derem a Mas um apoio mais contundente neste domingo, como sugerem as pesquisas de intenção de voto, ele se comprometeu em realizar um referendo questionando se os catalãos preferem se separar da Espanha e se tornar o 27º membro da União Europeia.

Apesar disso, o caminho para a independência está longe de ser simples. Um referendo seria ilegal de acordo com a Constituição da Espanha, e o Partido Popular espanhol, que governa o país, deve bloquear qualquer tentativa de mudança constitucional.

Outros partidos, como os Ciutadans Nacionalistas, o Partido Popular da Catalunha e o Partido Socialista da Catalunha são contrários à independência.

Com AP e BBC

    Leia tudo sobre: catalunhaespanhabarcelonamasrajoycrise

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG