Previstas para esta quinta-feira, as reuniões que vão discutir o futuro do grupo guerrilheiro foram remarcadas para segunda-feira, dia 19, em Havana

A esperada rodada de reuniões entre o governo da Colômbia e membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), prevista para esta quinta-feira, foi adiada para o dia 19 de novembro. As negociações para o acordo de paz serão realizadas em Havana, Cuba, após a conclusão da primeira fase em Oslo , na Noruega, no final de outubro. 

Líderes das Farc durante negociação em Oslo, na Noruega (arquivo)
AP
Líderes das Farc durante negociação em Oslo, na Noruega (arquivo)

Em comunicado conjunto, membros dos dois grupos confirmaram a decisão. "Acertamos continuar com a reunião técnica para analisar os detalhes dos mecanismos para a participação cidadã entre 15 de novembro e até 18 do mesmo mês. Na segunda-feira, 19, em Havana, os delegados começarão a discussão sobre a agenda acertada", afirmou o comunicado publicado no site da presidência colombiana.

Leia mais: Diferenças entre Colômbia e Farc sobre acordo de paz

Um dos fatores que pode ter adiado as reuniões é a participação da sociedade civil colombiana na mesa de negociações. Até o momento, uma comissão técnica do governo de Juan Manuel Santos e membros das Farc descartaram essa possibilidade.

Veja também: Conflito com Farc consome 3% do PIB da Colômbia, dizem especialistas

Para chegar a um acordo de paz satisfatório, a mesa de diálogo abordará uma agenda de cinco pontos: tema agrário, participação política, drogas ilícitas, abandono das armas e indenização de  vítimas. O processo de paz foi lançado formalmente em 18 de outubro em Oslo.

Com AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.