Caso extraconjugal faz diretor da CIA renunciar ao cargo

David Petraeus, que desempenhou papel importante na guerra do Iraque e liderou tropas dos EUA, no Afeganistão entregou carta de renúncia ao presidente americano Barack Obama

Reuters |

Reuters

Reuters
General David Petraeus durante reunião da do Comitê de Inteligência do Senado Americano no ano passado

O diretor da CIA, a agência de inteligência dos Estados Unidos, David Petraeus, entregou sua carta de renúncia ao presidente Barack Obama e ao Diretor Nacional de Inteligência, James Clapper, nesta sexta-feira.

Petraeus disse que deixa o cargo por conta de uma caso extraconjugal.

"Depois de estar casado por mais de 37 anos, mostrei julgamento extremamente ruim ao me envolver em um caso extraconjugal. Tal comportamento é inaceitável tanto para um marido quanto para um líder de uma organização como a nosssa", afirmou ele.

Obama aceitou a renúncia de Petraeus, a quem chamou de um dos mais destacados generais de sua geração, e expressou confiança de que a CIA continuará a prosperar.

"Estou completamente confiante de que a CIA vai continuar a prosperar e cumprir sua essencial missão. Tenho a mais absoluta confiança no diretor interino Michael Morell", disse o presidente em comunicado.

Petraeus, um ex-comandante militar altamente condecorado, assumiu a CIA em 2011. A saída repentina dele parece encerrar a carreira pública de um homem que desempenhou papel importante na guerra do Iraque e liderou as tropas dos EUA e da Otan no Afeganistão.

"A decisão de Dave de renunciar representa a perda de um dos servidores públicos mais respeitados da nação", disse Clapper em comunicado, no qual não menciona a causa da renúncia.

Obama afirmou ainda que seus pensamentos e orações estão com Petraeus e sua mulher. "Desejo a eles o melhor neste momento difícil", afirmou.

(Reportagem de Tabassum Zakaria)

    Leia tudo sobre: EUAPETRAEUSEXTRACONJUGALcia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG