Relembre a trajetória e os principais fatos do mandato do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, que busca a reeleição nesta terça-feira

Se vencer a eleição desta terça-feira, o 44º presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terá um novo mandato e a chance  de fazer história não apenas por quebrar uma barreira racial e se tornar o primeiro líder negro da história do país , mas por transformar a imagem da América - para melhor, ele espera; para pior, temem seus críticos. Se perder, será o símbolo de uma promessa de esperança e mudança que não conseguiu cumprir durante uma notável ascensão e queda.

Saiba mais: Veja a cobertura completa das eleições nos EUA

Leia também: Quem é Mitt Romney, rival de Obama nas eleições

O presidente dos EUA, Barack Obama, fala ao telefone a bordo do Air Force One (13/08)
Divulgação / Casa Branca
O presidente dos EUA, Barack Obama, fala ao telefone a bordo do Air Force One (13/08)

Obama, 51 anos, assumiu o cargo de presidente dos EUA em 2009. O ex-senador democrata por Illinois venceu a então senadora por Nova York Hillary Clinton nas primárias do Partido Democrata antes de derrotar o senador republicano pelo Arizona John McCain na eleição nacional.

Nascido em 1961, filho de pai queniano negro e mãe americana branca, Obama nasceu no Havaí e, durante a infância, morou na Indonésia. Cursou a graduação na Universidade de Columbia, em Nova York, e se formou em Direito na Universidade de Harvard, sendo o primeiro editor negro da revista Harvard Law Review.

Depois de se formar, Obama se mudou para Chicago. Em um escritório de advocacia, conheceu Michelle Robinson , com quem se casou em 1992 - eles têm duas filhas, Malia e Sasha. Durante anos trabalhou como organizador comunitário e professor de Direito Constitucional na Universidade Chicago.

Foi senador estadual de Illinois antes de conquistar sua cadeira no Senado dos Estados Unidos. Também escreveu dois livros: "Sonhos de Meu Pai" e "A Audácia da Esperança".

Assumindo a presidência em época de crise financeira, Obama enfrentou, durante quase todo o mandato, um índice de desemprego acima de 8%, sinal da economia em profundas dificuldades.

No primeiro ano de mandato, recebeu o Prêmio Nobel da Paz, uma escolha polêmica pelo pouco tempo de cargo e o fato de os EUA estarem nas guerras do Afeganistão e do Iraque. 

Depois, Obama supervisionou o fim da guerra do Iraque e tem trabalhado para retirar as tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) do Afeganistão até janeiro de 2014 . Ele também aprovou a missão, em 2011, que matou o criador da Al-Qaeda , Osama bin Laden.

Entre as realizações legislativas mais importantes de Obama estão um estímulo econômico de US$ 862 bilhões, a implementação da regulação de Wall Street e uma controversa reforma do sistema de saúde, julgada constitucional pela Suprema Corte para o desgosto dos republicanos, que se opuseram à legislação. 

Entre as promessas não cumpridas estão o fechamento do centro de detenção na Baía de Guantánamo, em Cuba. Obama também não sancionou a legislação sobre mudança climática global, como havia prometido durante sua campanha para a presidência.

Com Reuters e New York Times

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.