Procuradoria de Nova York investiga aumento abusivo de preços após Sandy

População registra queixas sobre taxação abusiva no valor de mercadorias essenciais, como geradores, comida e água

iG São Paulo |

O procurador-geral do estado de Nova York, baseado em centenas de queixas, iniciou nesta segunda-feira uma investigação sobre o aumento abusivo dos preços de mercadorias após a passagem da tempestade Sandy pelos Estados Unidos na última semana. Segundo Eric Schneiderman, a maioria das reclamações eram sobre a alta no valor do combustível, geradores e comida.

AP
Americanos formam fila para conseguir comprar combustível no estado de Nova Jersey: alta dos preços está sendo investigada

De acordo com uma lei estadual, subir de maneira desmedida os preços de produtos essenciais ao consumidor é proibido. O caso tem ganhado destaque nos Estados Unidos por causa da gravidade da situação em que se encontra o estado de Nova York, onde milhares de casas ainda estão sem energia e ainda falta gasolina em pelo menos um quarto dos postos de combustível na região metropolitana de Manhattan.

Durante o final de semana, inclusive, era possível observar longas filas de carros e pessoas carregando galões em quase todas as estações de abastecimento.

Segundo o procurador-geral do Estado, inúmeras queixas registravam preços abusivos em itens como "geradores de energia, diárias em hotéis devido a 'alta da demanda', comida e água". Para Schneiderman, é proibido por lei "taxar excessivamente" produtos considerados essenciais em situações em que o mercado sofreu algum tipo de "distúrbio".

Recuperação

A prefeitura de Nova York anunciou nesta segunda-feira a abertura de outras linhas do metrô, à medida que milhões de estudantes voltaram às aulas pela primeira vez desde a passagem da tempestade Sandy na semana passada. Apesar da boa notícia, o transporte público ainda opera com número menor trens e ônibus.

Para piorar ainda mais a situação, o serviço de meteorologia dos Estados Unidos afirmou que a temperatura pode ficar abaixo de zero nos próximos dias em Nova York. O motivo é possível aproximação de uma nova tempestade na costa leste, com ventos de até 80 km/h na quinta-feira.

Votação

Funcionários do Colégio Eleitoral de Nova York decidiram improvisar tendas de votação para as eleições presidenciais desta terça-feira, disputada entre o atual presiden Barack Obama e seu rival republicano Mitt Romney.

Segundo informações, muitos dos pontos antigos foram bastante danificados em Nova York e Nova Jersey. A tempestade afetou aproximadamente 140 mil eleitores, que poderão escolher entre enviar por e-mail a sua cédula de votação (mediante uma verificação) ou transferir seu voto para outro colégio eleitoral que não tenha sido danificado.

Com BBC

    Leia tudo sobre: euaeleição nos euasandytempestade sandynova yorknova jersey

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG