Japão e EUA fazem exercício militar perto de ilhas reivindicadas pela China

Ministro das Relações Exteriores chinês criticou atitude que visa desestabilizar a região

iG São Paulo |

Em meio a uma crise diplomática por causa da disputa de um arquipélogo no Mar do Leste na Ásia, as Forças Armadas japonesas iniciaram nesta segunda-feira uma série de exercícios militares ao lado do Exército dos Estados Unidos nos arredores da ilha de Okinawa, no sudoeste do Japão. 

AP
Japoneses desembarcam no arquipélago das ilhas Senkaku, que a China reivindica como dela (arquivo)

As manobras militares foram criticadas pela China, que tenta recuperar o território conhecido como Diaoyu em mandarim, supostamente tomado pelo país vizinho durante a primeira guerra sino-japonesa (1894 e 1895).

Segundo informações da agência EFE, o Japão mobilizou cerca de 37 mil soldados e cinco navios da Marinha. Os Estados Unidos, por sua vez, contribuíram com um contingente de dez mil soldados e um porta-aviões. A manobra, de acordo com os dois governos, tem como objetivo fortalecer a defesa da região sul do Japão, principalmente Okinawa, onde já existe uma base americana.

No exercício ainda estava previsto o desembarque de tropas adicionais em outras ilhas ao sul do Japão, porém ambos os países desistiram da medida para não aumentar ainda mais a tensão com Pequim.

O arquipélogo em disputa, chamado pelos japoneses de Senkaku, é controlado a partir de Okinawa. Taiwan, com menor influência na região, também pleiteia a posse.

O porta-voz do ministério das Relações Exteriores da China, Hong Lei, criticou a movimentação das forças armadas americanas e japonesas. "Esperamos que esses países façam maiores esforços pela paz e a estabilidade na região".

O governo da China assegura que o Japão apropriou-se ilegalmente das ilhas, onde acredita-se que podem existir reservas de petróleo, durante a primeira guerra sino-japonesa que durou de 1894 a 1895.

Com EFE

    Leia tudo sobre: japãochinaeuailhasilhas diaoy senkaku

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG