Obama determina uso de reservas para garantir abastecimento de combustível

Presidente pediu desbloqueio de reservas de diesel para que o fornecimento de energia e sistemas de transporte possam ser restabelecidos completamente

iG São Paulo |

AP
População de Nova Jersey enfrenta filas para comprar gasolina após a passagem da tempestade Sandy

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Barack Obama, autorizou o uso das reservas de combustíveis para tentar garantir o fim do desabastecimento do produto no país. A passagem da Tempestade Sandy, antes considerada um furacão, levou ao desabastecimento várias regiões do Leste dos Estados Unidos, inclusive de Nova York, além de causar danos e provocar mortes. Pelo menos, 92 pessoas morreram em 15 estados norte-americanos.

Leia também:
Brasileiro está entre as vítimas da tempestade Sandy, diz Itamaraty
Falta de gasolina e energia atrasam recuperação após Sandy

Obama pediu ao Departamento da Energia que desbloqueie as reservas de diesel ULSD para que o Departamento da Defesa possa distribuir o combustível. “[E, assim,] garantir apoio imediato à região afetada", diz o comunicado, emitido pela Casa Branca. O presidente norte-americano disse ter tomado a decisão depois conversar com as autoridades que lidam com o setor.

“[O objetivo do governo é combater] as graves interrupções no fornecimento de energia em consequência de Sandy" , diz a nota, referindo-se à queda de energia em várias áreas norte-americanas, incluindo Nova York e Nova Jersey, assim como problemas no transporte público.

Veja também: Nova York antes e depois da passagem da tempestade Sandy 

A Tempestade Sandy passou pelos Estados Unidos, no começo desta semana, depois de destruir plantações, casas e prédios no Caribe. Nos Estados Unidos, há registros de danos nas refinarias de petróleo e em infraestruturas de distribuição de combustíveis, estragando oleodutos, terminais e portos.

Menos burocracia
Obama também pediu que as autoridades de respostas a emergências cortem a "burocracia" e trabalhem sem atraso para ajudar as áreas devastadas pela supertempestade Sandy a retornarem ao normal o mais rápido possível.

"Não há nada mais importante do que consertar esses estragos", disse o presidente em uma reunião por videoconferência com oficiais da agência de Administração Federal para o Gerenciamento de Emergências (Fema, na sigla em inglês), do Departamento de Segurança Interna e governos estaduais e locais.

Com a eleição presidencial daqui a três dias, a tempestade mudou alguns focos na disputa entre Obama e o republicano Mitt Romney. Enquanto o desastre natural garantiu ao presidente a oportunidade de crescer na corrida presidencial, também exige que sua administração mostre capacidade de responder de forma rápida e eficaz durante uma crise.

"Ainda temos um longo caminho para garantir que as pessoas de Nova Jersey, Connecticut, Nova York e algumas áreas próximas tenham suas necessidades básicas atendidas", disse o presidente a repórteres.

Galeria: Veja as imagens da passagem da tempestade Sandy pelos EUA: 

(Com informações da Reuters e Agência Brasil) 

    Leia tudo sobre: tempestade sandysandyestados unidosnova yorkeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG