Danificado por tempestade, metrô de Nova York reabre parcialmente

Cidade tenta voltar ao normal após passagem de Sandy, mas milhares ainda estão sem energia e transportes seguem em serviço limitado

iG São Paulo | - Atualizada às

Partes do metrô de Nova York, que sofreu danos sem precedentes durante a passagem da tempestade Sandy , foram reabertas nesta quinta-feira, em mais um passo para a normalização da vida na cidade americana. Sandy causou mais de 80 mortes e deixou milhões sem energia na costa leste dos EUA.

Leia também: Obama visita área de Nova Jersey afetada pela tempestade Sandy

Galeria: Veja imagens da passagem da tempestade Sandy pelos EUA

AP
Passageiros são vistos na estação Times Square do metrô de Nova York (01/11)

Nesta quinta-feira, quatro dos sete túneis do sistema sob o rio East permanecem fechados, e não há trens circulando em Manhattan ao sul da rua 34, onde também ainda falta energia. As viagens de metrô estão sendo gratuitas, porque as autoridades estimulam o uso de transportes coletivos, em vez do carro.

Depois de um grande congestionamento na quarta-feira, a prefeitura e o governo estadual determinaram que carros particulares só podem entrar em Nova York se tiverem pelo menos três ocupantes.

Todos os aeroportos já reabriram, ainda que com serviços limitados. A Bolsa de valores abriu pelo segundo dia consecutivo e os serviços da Amtrak, que liga cidades da costa leste via trens, foram retomados. Mas centenas de milhares ainda estão sem eletricidade, principalmente na região sul de Manhattan.

Imagens: Veja Nova York antes e depois da passagem da tempestade Sandy

Vídeos: TV iG reuniu as melhores imagens da passagem de Sandy pelos EUA

Mais da metade dos postos de gasolina de Nova York e da vizinha Nova Jersey está fechada por causa da falta de energia ou do esgotamento dos seus estoques. Nos que abriram, havia longas filas.

Em vários pontos do nordeste do país, proprietários voltaram pela primeira vez aos seus imóveis devastados por incêndios e inundações. No bairro de Breezy Point,  no Queens, em Nova York, 111 casas foram destruídas num incêndio.

"Onde o fogo aconteceu, você poderia honestamente tirar uma foto e dizer que era em algum lugar como o Oriente Médio, como o Afeganistão, e ninguém duvidaria", disse Matthew Gessler, que foi ao local inspecionar os danos na casa da sua mãe.

Com AP e Reuters

    Leia tudo sobre: euanova yorktempestade sandysandy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG