Incêndio durante casamento deixa 25 mortos na Arábia Saudita

Autoridades negam denúncia de que polícia dificultou resgate porque mulheres não estavam cobertas da cabeça aos pés

EFE |

EFE

Pelo menos 25 pessoas morreram na noite de terça-feira, incluindo mulheres e crianças, e outras trinta ficaram feridas em um incêndio durante um casamento na cidade de Ain Dar al Yadida, na região de Baqiq, no leste da Arábia Saudita, informou a imprensa local.

O porta-voz da Defesa Civil nesta localidade, general Mohammed al Auyami, disse ao jornal Al Iqtisadiya que o fogo foi causado por um curto-circuito no pátio da casa onde a cerimônia estava sendo realizada. Os feridos foram transferidos ao hospital geral de Baqiq e ao posto de saúde Aramco.

Leia também:  Mulher é primeira diretora de cinema da Arábia Saudita

Infográfico: Saiba mais sobre as mulheres no mundo árabe e muçulmano

O príncipe da região oriental da Arábia Saudita, Mohammed bin Fahd bin Abdelaziz, determinou a formação de um comitê para investigar o acidente, e pediu que a assistência aos feridos continue, segundo a agência de notícias oficial "SPA".

O príncipe expressou seu pêsame às famílias das vítimas e manifestou seu desejo de que os feridos se recuperem o mais rápido possível. Em março de 2002, quinze meninas morreram e cinquenta ficaram feridas por um incêndio em um colégio na cidade de Meca.

Este incêndio provocou, além disso, uma grande polêmica no país, depois que testemunhas declararam que agentes da polícia religiosa dificultaram o resgate, já que muitas estudantes não estavam cobertas da cabeça aos pés, como exige o estrito código moral wahhabista da Arábia Saudita. No entanto, as autoridades negaram posteriormente essas informações.

    Leia tudo sobre: arábia sauditaincêndiocasamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG