'Vi antenas voando', diz brasileira em Nova York

Passagem de tempestade Sandy fez com que temperatura caísse 10 graus no período de 16 horas no Queens

Leda Balbino - enviada a Washington |

A brasileira Olívia Fraga conta que a força dos ventos da tempestade Sandy , que atingiu a costa leste dos EUA na segunda-feira, fez com que duas antenas de TV de prédios vizinhos voassem pelos ares. “Vi o vento dobrando a antena de TV do prédio que fica na lateral do meu, enquanto a outra apenas se desprendeu”, relatou a brasileira, de seu apartamento no Queens, em Nova York.

De acordo com Olívia, que trabalha como jornalista freelancer, a noite de segunda-feira foi exatamente como as autoridades previram. Depois das 20h (22h em Brasília), a intensidade dos ventos aumentou muito. “Eles continuaram com força até as 23h. A luz piscou muito, mas não apagou”, relatou. “Conversei com pessoas que estavam aqui na passagem do Irene e me disseram que o Sandy foi mais forte”, afirmou, referindo-se a um furacão que atingiu Nova York em agosto do ano passado.

Leia também:  Nova York levará dias para voltar à vida normal, diz prefeito

Imagens: Veja Nova York antes e depois da passagem da tempestade Sandy

Galeria: Veja imagens da passagem da tempestade Sandy pelos EUA

TV iG: Veja todos os vídeos sobre a tempestade Sandy nos EUA

AP
Incêndio destrói casas e Breezy Point, no Queens, durante passagem de tempestade Sandy por Nova York (30/10)

Outro efeito do furacão foi causar uma queda de temperatura de 10 graus no período de 16 horas: “Às 19h de ontem (segunda-feira), a temperatura era de 14º C. Às 11h de hoje, era de 4º C.” A queda brusca de temperatura é especialmente inconveniente porque o local onde ela mora está sem aquecimento, o que pode não ser um problema restrito a seu prédio. “Ouvi clientes em um supermercado comentando que dentro de casa está muito frio, e que o aquecimento não ligou. Não sabemos o motivo”, disse.

Leia também:  Obama declara 'zona de desastre' em Nova York e Nova Jersey

Economia: Prejuízo causado pela tempestade Sandy pode ultrapassar R$ 40 bilhões

Internet:  Tempestade Sandy movimenta redes sociais

Olívia, que não consegue sair do Queens em direção a Manhattan porque o sistema de trem e metrô está parado desde às 19h de domingo, disse que as pessoas em Sunny Side, região onde mora no Queens, se prepararam para a chegada de Sandy lotando os mercados locais para comprar mantimentos.

Incêndio

Uma das áreas mais afetadas pelo Sandy no Queens foi a localidade de Breezy Point, onde um incêndio que levou cerca de nove horas para ser controlado causou a destruição de ao menos 50 casas. Não houve registro de nenhuma vítima de imediato e a causa do incêndio ainda está sob investigação.

Breezy Point é uma localidade com uma praia privativa na região de Rockaway, uma pequena faixa de terra pouco acima do nível do mar que entra no Oceano Atlântico, a sudoeste do Aeroporto Internacional John F. Kennedy. O local é um dos vários bairros da cidade de Nova York que estão sob ordem de retirada obrigatória da população.

Incêndio destrói casas no Queens. Veja o vídeo:


Com Reuters

    Leia tudo sobre: euatempestade sandyfuracão sandysandy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG