No domingo, foram registrados intensos ventos e baixas temperaturas. Tempestade provocou grandes retenções nos principais acessos à ilha

EFE

O furacão "Sandy", que está no Atlântico à altura da Carolina do Norte, provocou neste domingo, apesar de sua distância, inundações em Miami Beach (Flórida), derivadas da combinação da maré causada por essa frente e a maré alta associada à lua cheia.

Leia também:  Cidade de Nova York suspende serviços de trem, metrô e ônibus por furacão

Neste domingo as ruas da turística Miami Beach amanheceram com água e muitas delas inundadas. Ao meio-dia tinha desaparecido grande parte de água, mas no final da tarde ela voltou a aparecer, o que provocou grandes retenções nos principais acessos à ilha. "Alugamos algumas bicicletas esta manhã para passear, mas chegou um momento em que a água nas ruas tornou impossível continuar. Ao meio-dia voltamos a passar pelas mesmas regiões e grande parte da água tinha desaparecido", explicou hoje à Efe Isabel, uma advogada espanhola de 34 anos que está de visita ao local.

Alton Road, uma das principais artérias de Miami Beach, tinha de noite áreas inteiras inundadas, o que por sua vez derivou em problemas de passagem e cortes de energia elétrica em lojas e casas. Como em Miami Beach, em outras zonas litorâneas da Flórida se repetiram cenas similares, entre elas Hollywood Beach, Palm Beach e Fort Lauderdale, enquanto durante o dia todo ainda foram registrados intensos ventos e baixas temperaturas por causa do efeito do "Sandy", que passou por Miami na quinta-feira passada.

Eleição nos EUA: Obama e Romney entram nos últimos dias de campanha de olho no furacão Sandy

As autoridades locais preveem que nesta segunda-feira no começo da manhã, quando a maré subir, voltem a acontecer inundações e problemas de tráfego, por isso pedem às pessoas que planejem seus deslocamentos com tempo suficiente. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.