Furacão fecha aeroportos nos EUA e cancela milhares de voos

Passagem do Sandy pela costa oeste americana causa transtornos a passageiros no país, assim como na Ásia e na Europa

iG São Paulo | - Atualizada às

O furacão Sandy cancelou milhares de voos na costa leste dos Estados Unidos nesta segunda-feira, afetando também passageiros na Ásia e na Europa. A megatemepstade ameaça afetar o transporte aéreo por no mínimo dois dias em uma região crucial tanto para voos domésticos quando internacionais.

De acordo com o serviço FlightAware, que monitora voos no país, quase 10 mil foram cancelados no domingo e na segunda-feira. Atrasos são registrados em várias regiões do país, afetando passageiros em cidades como San Francisco e Chicago.

Leia também: Com transportes parados, NY se prepara para passagem de furacão

Galeria: Veja imagens da preparação nos EUA para chegada do furacão Sandy

Reuters
Passageiros aguardam no aeroporto de LaGuardia, em Nova York, enquanto painel mostra voos cancelados por causa do furacão Sandy (28/10)

Em países da Europa e da Ásia, companhias tiveram de cancelar ou atrasar voos para Nova York e Washington que saíam de cidades como Londres, Paris, Tóquio e Hong Kong.

No domingo, longas filas eram vistas no terminal da American Airlines no Aeroporto de LaGuardia, em Nova York. Famílias sentadas no chão aguardavam por qualquer voo que os permitissem deixar a cidade.

A Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, responsável por cinco aeroportos na região, esperava que todas as companhias encerrassem suas operações até segunda-feira.

A United Airlines afirmou ter suspenso um número indeterminado de voos para a região de Washington e Nova York a partir da noite de domingo, com planos de retomar as operações na terça-feira, caso seja possível.

A JetBlue, que opera no aeroporto JFK, em Nova York, disse ter cancelado mais de mil voos entre domingo e a manhã de quarta-feira. No mesmo período, a American Airlines cancelou mais de 1,5 mil voos. A US Airways disse ter suspendido todas as operações nos aeroportos de Nova York e Washington.

Sandy, um furacão de categoria 1 que nesta segunda-feira se move com ventos de até 136 km/h, causou 65 mortes durante sua passagem pelo Caribe. Ele deve chegar nesta segunda-feira à costa leste dos EUA.


Com AP

    Leia tudo sobre: furacãofuracão sandysandyeuaaeroportosnova york

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG