Forte terremoto atinge litoral do Canadá e Havaí tem alerta de tsunami

Epicentro do tremor de 7,7 graus de magnitude foi localizado a 139 km da cidade de Masset, na ilha Graham. Alerta de tsunami foi dado no Havaí, mas cancelado duas horas depois

iG São Paulo | - Atualizada às

Um terremoto de 7,7 graus de magnitude atingiu o litoral oeste do Canadá. O epicentro do tremor foi localizado a 139 km ao sul da cidade de Masset, na ilha Graham (Colúmbia Britânica), e seu epicentro, a 17,5 km de profundidade. De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o tremor foi registrado às 3h04 no horário local (1h04 de Brasília).

Leia também: Entenda como acontecem os terremotos e tsunamis

O Centro de Alertas de Tsunami do litoral Oeste do Alasca emitiu um aviso regional para as costas próximas ao centro do tremor, no entanto, o órgão já anunciou que não espera complicações posteriores. Até o momento, não há registro de danos na região. 

AP
Moradores observam nesta madrugada o nível do mar no porto Ala Wai, em Honolulu, capital do Havaí

Havaí

O Centro de Advertências de Tsunami do Pacífico também emitiu um alerta para o Havaí (EUA) após o terremoto. "Um tsunami que poderia causar danos se gerou ao longo das costas de todas as ilhas do estado do Havaí", indicou o Centro em seu site, na qual chegou a recomendar que se realizasse "uma ação urgente" para "proteger as vidas e as propriedades" da região.

Nesta manhã, o reflexo do terremoto chegou ao arquipélago americano com ondas menores do que as previstas. A expectativa era de que as primeiras ondas que atingiriam o local fossem de 2 metros de altura, mas foram menores e não superaram às recebidas em março de 2011 após o terremoto do Japão, disse o porta-voz do Centro.

Por isso, depois de duas horas, o alerta de tsunami foi suspenso às 0h54 no horário local (8h54 de Brasília). O Centro lembra, no entanto, que ondas produzidas por tsunamis podem continuar chegando até sete horas depois da primeira frente.

Após o alerta emitido pelo PTWC, as autoridades tiveram pouco mais de uma hora para preparar a população perante a chegada das primeiras ondas. Os serviços de emergência se desdobraram e as sirenes de alarme começaram a soar no litoral para pedir aos residentes de áreas próximas ao nível do mar que se refugiassem em zonas altas.

*com EFE

    Leia tudo sobre: Canadáterremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG