Tempestade foi apelidada de "Frankenstorm" por ter elementos tanto de um ciclone tropical quanto de uma tempestade de inverno

Reuters

Imagem de satélite mostra aproximação do furacão Sandy, na parte inferior direita, em 26/10
AP
Imagem de satélite mostra aproximação do furacão Sandy, na parte inferior direita, em 26/10

O ciclone tropical Sandy recuperou força de furacão neste sábado após uma queda nos ventos tê-lo transformado em uma tempestade tropical, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Às 8 horas (no horário local, 10 horas no horário de Brasília), o Centro de Furacões, que tem sede em Miami, afirmou que Sandy tinha ventos de 120 quilômetros por hora, sendo assim um furacão de categoria 1.

A tempestade, que se alastra rapidamente, estava localizada cerca de 540 quilômetros a sudeste de Charleston, na Carolina do Sul, movendo-se para norte-nordeste, e deve chegar à costa nordeste dos EUA no começo da próxima semana.

Leia também:
Romney cancela comício em Virgínia por chegada de furacão Sandy
Furacão deixa rastro de destruição no Caribe e castiga Bahamas

Meteorologistas disseram que danos provocados pelo vento, falta generalizada de energia e inundações eram esperados em uma ampla faixa da densamente povoada Costa Leste dos Estados Unidos, onde o Sandy deve tocar a terra no começo da próxima semana.

A tempestade de fim de temporada foi apelidada de "Frankenstorm" por alguns meteorologistas, porque vai combinar elementos de um ciclone tropical e uma tempestade de inverno. Modelos climatológicos indicam que terá todos os ingredientes para se transformar em uma enorme e potencialmente catastrófica "supertempestade".

Os governadores dos Estados ao longo da Costa Leste declararam emergência na sexta-feira, e autoridades pediram para os moradores estocarem comida e água.

A passagem de Sandy pelo Caribe deixou 41 pessoas mortas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.