Romney cancela comício em Virgínia por chegada de furacão Sandy

Meteorologistas americanos estão prevendo uma das piores tempestades da última década e estimam prejuízos de até US$ 1 bilhão

iG São Paulo |

O candidato à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, decidiu cancelar nesta sexta-feira um comício programado para domingo na cidade portuária de Virgínia Beach, no estado de Virgínia. De acordo com a campanha do Partido Republicano, o motivo é a aproximação do Furacão Sandy, que deverá chegar à costa leste dos Estados Unidos neste final de semana.

AP
Candidato republicano Mitt Romney durante comício em Iowa, nesta sexta-feira

A tempestade que já passou por Jamaica, Cuba, Haiti e outras ilhas do Caribe já deixou um saldo de ao menos 40 mortos e muita destruição.

Leia mais: Furacão deixa rastro de destruição no Caribe e castiga Bahamas

Meteorologistas advertiram que a tempestade deve se encontrar com uma massa de ar polar perto dos Estados Unidos neste final de semana, potencialmente produzindo uma tempestade extremamente incomum e potente que poderia causar estragos ao longo da costa.

Cientistas dizem que há 90% de chances de a tempestade atingir cidades costeiras - estima-se que o prejuízo pode chegar a US$ 1 bilhão.

Segundo informações da agência de notícias AFP, Romney manteve parte de sua programação para este final de semana. Ainda no domingo, ele deverá participar de um ato eleitoral em Richmond, no interior da Virginia, e uma pequena cidade perto da capital Washington.

AP
Imagem de satélite mostra aproximação do furacão Sandy, na parte inferior direita

O atual presidente e candidato à reeleição, Barack Obama, esteve em Richmond na noite de ontem e fez duras críticas a Mitt Romney. Segundo ele, seu rival sofre de “Romnesia”, apelido que deu para uma aproximação do republicano a posições mais de centro desde o primeiro debate presidencial, no dia 3, após meses de campanha mais voltada para a base conservadora do Partido Republicano.

Veja também: Obama diz que rival republicano esquece posições conservadoras

“Se você sofre dessa doença em que esquece o que disse há uma semana e não lembra daquilo que está escrito em seu próprio site, nós somos a cura”, disse sob aplausos de milhares no Memorial Carillon, na cidade de Richmond. “Vocês me conhecem. Tenho palavra e digo o que penso”, completou.

Obama foi precedido no palco por autoridades que pediram para que a população compareça às urnas ou vote antecipadamente se possível. O apelo indicou a preocupação da campanha de que uma mobilização fraca possa custar o Estado, que depois de 40 anos votou pela primeira vez em um democrata na eleição de 2008.

Dos oito Estados da maratona de campanha de Obama, seis são swing states (Estados-pêndulo, em tradução livre), cruciais na disputa por não serem tradicionalmente democratas nem republicanos. Como a eleição dos EUA não é definida pelo voto popular nacional, resume-se a disputas Estado por Estado e seus respectivos votos no Colégio Eleitoral – órgão em que é necessário conquistar 270 dos 538 votos para vencer.

    Leia tudo sobre: furacão sandyvirgíniaeleição nos euaromneyobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG