Após revisão, Berlusconi é condenado a um ano de prisão por fraude fiscal

Ex-premiê italiano classificou a sentença como uma "condenação política, inacreditável e intolerável"

iG São Paulo | - Atualizada às

AP
O ex-premiê italiano, Silvio Berlusconi (foto de arquivo)

O ex-premiê da Itália Silvio Berlusconi foi condenado nesta sexta-feira a quatro anos de prisão pelo Tribunal Penal de Milão, que o considerou culpado de fraude fiscal no caso conhecido como Mediaset. No entanto, depois de uma revisão legal, juízes italianos abaixaram a pena para apenas um ano com base em uma lei sobre anistia jurídica de 2006.

Na Itália, processos devem passar por dois níveis de recurso para que o veredicto possa ser considerado final. Berlusconi deve recorrer da decisão.

O magnata da comunicação e dono do clube de futebol Milan, classificou a condenação como "política, inacreditável e intolerável".

Leia também:  Berlusconi reafirma que não concorrerá à eleição de 2013 na Itália

Berlusconi, para o qual a Promotoria de Milão pedia uma condenação de três anos e oito meses de prisão, era um dos acusados neste processo, junto a Fedele Confalonieri, presidente do grupo italiano Mediaset, a companhia audiovisual do ex-premiê.

Berlusconi foi considerado culpado de aumentar artificialmente o preço dos direitos de difusão de filmes, comprados por empresas de fachada de sua propriedade e vendidos ao seu império audiovisual Mediaset, um sistema que permitia ao grupo pagar menos impostos.

Após declarar a sentença inicial de quatro anos de prisão, juízes que trabalham no caso revisaram a pena com base em uma lei de 2006, que anistiava
crimes considerados de menor importância, com intenção de reduzir a quantidade de detentos em prisões italianas.

Trata-se da primeira condenação de Berlusconi, que já foi alvo de várias investigações e, neste momento, é réu de outros dois processos - inclusive de prostituição de menores . Ele não estava no tribunal quando a decisão foi anunciada. A sentença também o impede de disputar cargos políticos.

Na quarta-feira, Berlusconi reforçou que não irá concorrer pelo partido de centro-direita Povo da Liberdade (PDL) às eleições do ano que vem na Itália. "Não vou concorrer para o cargo de premiê novamente, mas permaneço ao lado de pessoas jovens que podem jogar e marcar gols", disse o magnata de 76 anos.

Com AFP e AP

    Leia tudo sobre: berlusconiitáliamediaset

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG