Vice-presidente da Colômbia anuncia ter câncer de próstata

Parlamentares pedem a renúncia de Angelino Garzón após recentes problemas de saúde

iG São Paulo |

O vice-presidente da Colômbia, Angelino Garzón, disse na segunda-feira que sofre de um câncer de próstata não agressivo, e que iniciou um tratamento com radioterapia.

Há três semanas, o presidente Juan Manuel Santos disse sofrer da mesma doença, e realizou uma cirurgia bem-sucedida para retirar o tumor.

AP
Angelino Garzón (esq.) junto com o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos: ambos foram diagnosticados com câncer de próstata

Em junho, Garzón sofreu um acidente vascular cerebral que o deixou com dificuldades de movimentação. Em nota, ele disse que o tumor é "microscópico", e "em nenhum momento seria a causa da minha morte".

Recentemente, alguns parlamentares sugeriram que o ex-sindicalista Garzón se submeta a exames para atestar sua capacidade de substituir Santos em caso de impedimento deste. Outros defenderam a renúncia do vice-presidente por causa de seus recentes problemas de saúde.

O presidente Juan Manuel Santos recentemente se declarou curado do câncer depois da cirurgia e já reassumiu suas atividades oficiais, embora ainda tenha restrições para viajar.

Santos foi o último líder latino-americano a ser diagnosticado com câncer, depois do venezuelano Hugo Chávez e da presidenta Dilma Rousseff. Também fizeram tratamentos contra a doença os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e o paraguaio Fernando Lugo.

Com Reuters

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG