Peter Rippon sai da direção do 'Newsnight' após emissora não considerar satisfatória sua justificativa sobre motivo de não ter exibido programa sobre acusações contra Jimmy Savile

O apresentador britânico Jimmy Savile, em foto de arquivo
BBC
O apresentador britânico Jimmy Savile, em foto de arquivo

O editor do principal programa de notícias da BBC deixou o cargo nesta segunda-feira, depois de a emissora pública britânica afirmar que as explicações dele sobre o cancelamento de uma reportagem investigativa a respeito de supostos abusos sexuais cometidos por um de seus ex-apresentadores era "imprecisa e incompleta".

Leia também: Denúncia de abuso sexual contra apresentador constrange BBC

A BBC enfrenta uma crescente crise devido a alegações de que seus chefes encobriram acusações contra Jimmy Savile , um de seus principais apresentadores durante os anos de 1970 e 1980, que morreu no ano passado.

Peter Rippon, editor de "Newsnight", disse que havia engavetado o documentário sobre as acusações contra Savile pouco depois de sua morte por motivos editoriais e que a investigação havia focado apenas em falhas institucionais da polícia e promotores.

Esta explicação, porém, foi contestada publicamente pelos jornalistas do programa.

Leia também: Lenda da TV britânica é acusado de ter estuprado adolescentes

"A explicação do editor em seu blog sobre a decisão de derrubar a investigação do programa é imprecisa e incompleta em alguns aspectos", disse a BBC em comunicado, confirmando que Rippon estava renunciando ao cargo.

Savile foi DJ de rádio e se tornou uma lenda da TV britânica por ter apresentado populares atrações como o programa Jim I'll Fix It e o lendário programa da parada de sucessos musicais Top of The Pops, da BBC.

Ele também ganhou fama por suas atividades de coleta de fundos para várias entidades beneficentes e hospitais. Ele foi agraciado com o título de 'sir' pela realeza britânica por seu trabalho filantrópico.

Com Reuters e BBC Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.