Luxemburgo celebra casamento de príncipe herdeiro com condessa

Guillaume e Stéphanie de Lannoy, da Bélgica, se casaram na catedral de Notre Dame no maior evento da realeza do pequeno país nas últimas três décadas

BBC |

BBC

O grão-ducado de Luxemburgo está em festa neste sábado. O motivo é o casamento do príncipe-herdeiro Guillaume, de 30 anos, com a condessa Stéphanie de Lannoy, da Bélgica, o maior evento da realeza do pequeno país nas últimas três décadas. Encravado entre a Bélgica, França e a Alemanha, Luxemburgo possui, atualmente, pouco mais de 500 mil habitantes espalhados em 2,5 mil km², área equivalente à metade da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Reuters/Francois Lenoir
A condessa Stéphanie de Lannoy, da Bélgica, e o príncipe-herdeiro Guillaume deixam a catedral Notre Dame

A celebração contou com a presença de vários monarcas europeus, que assistiram ao casamento na catedral de Notre Dame, um dia após o casal ter trocado alianças em uma cerimônia civil. As festividades serão concluídas com um show de uma banda pop na noite deste sábado.

Jubileu:  Britânica Elizabeth 2ª personifica imagem de 'rainha do mundo'

Herdeiro direto do trono luxemburguês, o príncipe Guillaume não foi, entretanto, o primeiro dos filhos do grão-duque Henri e sua esposa, María Tereza, a se casar. Um de seus irmãos mais novos, Louis, casou-se com a namorada plebeia Tessy Antony e, por isso, renunciou aos seus direitos à linha sucessória da família real. O casal tem hoje dois filhos e mora na Suíça.

Celebração

Como um típico conto de fadas europeu, o casamento movimentou as ruas do calmo grão-ducado, que não está acostumado a frequentar as primeiras páginas da imprensa europeia. Segundo a correspondente da BBC Maddy Savage, que acompanhou a repercussão da cerimônia, a celebração teve direito à champanhe de edição limitada e chocolates de todos os tipos. Savage diz também que por todas as lojas de souvenires de Luxemburgo, era possível ver louças e pins com a foto do casal sorrindo.

Mais de 120 veículos de comunicação do mundo todo solicitaram credenciamento para cobrir o evento, incluindo países como a China, Marrocos, Rússia e os Estados Unidos. O escritório oficial de turismo de Luxemburgo está organizando um tour de três dias destinado a fãs da realeza que queiram conhecer mais sobre a monarquia no pequeno país. A lista de convidados inclui o rei e a rainha da Noruega, o príncipe herdeiro do Japão, além do príncipe Hassan e a princesa Sarvath, da Jordânia. O príncipe Edward e a condessa de Wessex estão representando a Inglaterra.

Reuters
A condessa Stéphanie e o príncipe-herdeiro Guilhaume se beijam na sacada do palácio após a cerimônia

Princesa

Segundo a correspondente da BBC, a noiva, Stépanie de Lanoy, foi uma escolha tranquila para o príncipe Guillaume. O casal já se conhece há anos e começou a namorar em 2009 após uma festa. Eles ficaram noivos no ano passado.

Lanoy pertence à nobreza belga e é fluente em francês, alemão e russo depois de estudar línguas estrangeiras na Universidade Católica de Leuven, na Bélgica. Em entrevistas à imprensa de Luxemburgo, ela comentou sobre sua paixão pela "cozinha" e que estava muito feliz por ter casado com o "seu próprio príncipe encantador".

Seu vestido de noiva demorou 3,2 mil horas para ficar pronto. O destino da lua de mel ainda não foi decidido, disse Savage. Como não poderia faltar, a única polêmica do casamento foi a decisão de conceder cidadania luxemburguesa a Lanoy, com fins de evitar um longo e complexo processo legal.

    Leia tudo sobre: casamentorealezapríncipeprincesaluxemburgo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG