No Tajiquistão, homens só precisam dizer 'taloq' três vezes para se divorciar

Onda de divórcios no país muçulmano põe mulheres sob pressão; consideradas culpadas pela separação, elas são marginalizadas

BBC Brasil |

BBC

Com 33 anos e quatro filhos, a vida de Gulhumor no interior do Tajiquistão já era difícil. E ficou ainda mais dura depois de seu marido pedir o divórcio - por telefone.

Leia também: Saiba mais sobre as mulheres no mundo árabe e muçulmano

O país é uma das poucas nações muçulmanas em que os homens, para se divorciar, precisam apenas repetir a palavra "taloq" (divórcio) três vezes. E isso pode ser feito pessoalmente, pelo telefone ou simplesmente enviando uma mensagem. E apesar de a prática ter sido proibida no ano passado, ela continua sendo usual no país.

Veja o vídeo:

Gulhumor conta que o marido trabalhava na Rússia por períodos de até um ano, depois voltava e passava alguns meses em casa. Só que mandava para os pais a maior parte do dinheiro que recebia.

Na tradição do Tajiquistão, mulheres como Gulhumor não são dignas de solidariedade. No país, a mulher é sempre culpada pelo divórcio.

Talvez por isso, tantas mulheres se encontrem na mesma situação que ela. O problema é tão grave que uma ONG local dá aulas sobre os direitos das esposas abandonadas.

    Leia tudo sobre: tajiquistãomulheresmuçulmanosdivórcio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG