Presidente da Mauritânia é transferido para França após ser baleado

Antes de ir para a Europa para tratamento adicional, Abdel Aziz fez um pronunciamento na televisão garantindo que está bem de saúde

iG São Paulo |

O presidente da Mauritânia, Mohammed Ould Abdel Aziz, fez neste domingo (7) sua primeira declaração pública após ter sido baleado em um incidente que ainda não foi totalmente esclarecido. Em uma cama de hospital, Abdel Aziz falou para a televisão oficial e tentou acabar com as dúvidas sobre seu estado de saúde.

Leia também:  Em meio a protestos e mortes, Al-Qaeda pede mais ataques contra os EUA

AP
Presidente da Mauritânia fez um pronunciamento oficial direto da cama de um hospital

Saiba mais:  Veja casos em que muçulmanos protestaram contra ofensas ao Islã

Com o semblante cansado, mas aparentemente fora de perigo, o presidente disse que "as coisas vão bem" e que "não há razão para inquietação". Entretanto, horas depois da gravação, Abdel Aziz foi tranferido em um avião para a França para tratamento adicional. "Agradeço aos médicos pela intervenção cirúrgica que acabo de passar", disse o presidente em sua breve declaração.

Leia mais:  Mauritânia diz que matou 12 membros da Al Qaeda em combates

Visto pelo Ocidente como um aliado contra a crescente presença da Al-Qaeda no Deserto do Saara, Mohamed Ould Abdel Aziz manteve a estabilidade no país, localizado no noroeste da África. Ele assumiu o poder em um golpe de Estado em 2008.

Abdel Aziz foi ferido na noite de sábado quando um patrulheiro militar abriu fogo contra seu comboio. Uma fonte médica afirmou que ele foi baleado no abdome.
"Eu quero garantir a todos sobre meu estado de saúde depois desse incidente cometido por um erro", disse o presidente.

Com EFE e Reuters

    Leia tudo sobre: mauritâniafrançaáfricaincidenteal qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG