Equipe de Obama promete presidente mais agressivo no próximo debate

Após desempenho altamente criticado no primeiro confronto, candidato à reeleição será mais enérgico ao enfrentar republicano Mitt Romney

iG São Paulo |

Conselheiros de campanha do presidente Barack Obama prometeram neste domingo que ele será mais agressivo e enérgico em seu segundo debate com o republicano Mitt Romney na terça-feira, após um desempenho passivo e altamente criticado no primeiro confronto entre os dois.

Saiba mais: Obama reconhece 'tropeço' em debate, mas tenta tranquilizar partidários

Veja o especial do iG sobre as eleições dos EUA

AP
Presidente Barack Obama cumprimenta pessoas em seu desembarque na Virgínia


Desde o primeiro debate em Denver, em 3 de outubro, pesquisas indicaram que o Romney anulou a liderança de Obama para a eleição de 6 de novembro. Obama e Romney debaterão novamente na próxima terça-feira na Universidade Hofstra em Hempstead, Nova York. O terceiro e último debate presidencial será em 22 de outubro na Flórida.

Saiba mais: Obama destaca socorro à indústria automotiva às vésperas de debate

Rebate: Romney critica vice de Obama por declarações sobre a Líbia em debate

"Obviamente, o presidente ficou desapontado com sua performance. Ele não atingiu as expectativas", disse o conselheiro de campanha de Obama, Robert Gibbs, em programa da CNN , referindo-se ao primeiro debate.

A equipe de Romney não pareceu impressionada. "Bem, o presidente pode mudar seu estilo. Ele pode mudar suas táticas. Mas ele não pode mudar seu histórico. E ele não pode mudar suas políticas. E é isso de que se trata esta eleição", afirmou à CNN o conselheiro de campanha de Romney, Ed Gillespie.

Leia também: Biden aposta em debate com Ryan para recuperar campanha de Obama

Saiba mais: Romney ataca política externa de Obama, mas não esclarece a sua

Debate entre vices

Diferente do primeiro debate dos candidatos à presidência, o embate entre os candidatos a vice, o democrata Joe Biden e o republicano Paul Ryan,  foi marcado pela agressividade. 

Os candidatos debateram pontos como política externa, segurança nacional, impostos, saúde pública e aborto atacando-se mutuamente - de forma que a moderadora Martha Raddatz, da ABC News, teve que fazer uma série de intervenções.

Com Reuters

    Leia tudo sobre: eleição nos euaeuaeleiçõesobamaromney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG