México captura narcotraficante acusado de massacre de 72 imigrantes

Marinha mexicana acredita que Salvador Alfonso Martínez Escobedo, um dos líderes do Cartel Zetas, tenha comandado a chacina

EFE |

EFE

A Marinha do México apresentou, nesta segunda-feira, o narcotraficante Salvador Alfonso Martínez Escobedo, um dos supostos responsáveis pelo massacre de 72 migrantes centro-americanos e sul-americanos ocorrido em 2010. O narcotraficante também é conhecido pelo apelido "La Ardilla" (o esquilo, em português).

AP
Salvador Alfonso Martinez, conhecido como "La Ardilla" (esquilo, em português), foi apresentado pelas autoridades mexicanas

O Ministério Público Federal indicou, em comunicado oficial, que Martínez Escobedo, suposto chefe regional da organização criminosa conhecida como Cartel de Los Zetas nos departamentos de Nuevo León, Coahuila e Tamaulipas, foi detido no domingo, em Tamaulipas.

Veja também: Especial do iG sobre os cartéis de drogas do México

Acredita-se que Martínez Escobedo tenha coordenado o massacre dos 72 migrantes ocorrido em agosto de 2010 em um sítio do município San Fernando.

Leia mais: Marinha do México captura chefe do Cartel do Golfo

Os imigrantes ilegais que passam pelo México, geralmente a caminho dos Estados Unidos, enfrentam uma intensa pressão de membros do crime organizado, que tentam recrutá-los à força para atuarem em diversos grupos criminosos.

O Cartel de Los Zetas foi formada por desertores das Forças Armadas do México em 1999 como braço armado do Cartel do Golfo, mas em 2010 se emancipou e desde então protagonizou alguns dos episódios mais sangrentos da violência vinculada ao tráfico de drogas no país.

Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: méxicocartéis de drogacartel do golfolos zetas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG